A Primeira-dama da República, Marcela Temer virou notícia nesta segunda-feira (7) depois que foi divulgada a informação de que ela pulou no lago Paranoá, no Palácio da Alvorada, para salvar o cachorro do filho Michelzinho. As informações foram divulgadas pela coluna Radar, da Veja.

De acordo com as informações, Marcela Temer e o filho caminhavam próximo ao lado com uma servidora e o cãozinho chamado Picolly. O cachorro pulou no lago e foi atacado pelos patos que estavam no local.

Diante da cena e do provável desespero do filho, Marcela Temer não teve dúvida: entrou no lago de roupa e tudo e salvou o cachorro dos ataques das aves que estavam na água [VIDEO].

O Lago Paranoá é formado pelas águas represadas do Rio Paranoá. No total, tem 48 quilômetros quadrados de área. A profundidade máxima é de 38 metros em alguns trechos. Em média, a profundidade é de 12 metros.

Às margens do Lago localiza-se o Palácio da Alvorada, que é a residência oficial do Presidente da República. Desde 2016, o local é ocupado por Michel Temer (MDB), que assumiu a presidência após impeachment de Dilma Roussef (PT).

Servidora quase perdeu emprego por não ajudar Marcela

No momento do passeio, Marcela estava acompanhada do filho e de uma servidora. A primeira-dama teria ficado revoltada porque a servidora não fez nada para ajudar durante o ocorrido. [VIDEO]

Marcela Temer ficou tão irritada que decidiu pedir a exoneração da servidora que a acompanhava. A Presidência da República informou que a funcionária foi transferida para outra área por não ter protegido a primeira-dama.

Repercussão no Twitter

O caso ocorreu há duas semanas, mas só veio à tona nesta segunda-feira. No Twitter, Marcela Temer virou um dos assuntos mais comentados durante a manhã e à tarde.

Grande parte dos internautas que comentaram o caso criticaram a atitude de Marcela em relação à servidora. “Como não adianta perfumar algo podre porque sempre volta a feder, a primeira-dama pediu o afastamento da servidora que deveria protege-la, porque a mulher não se jogou no lago”, criticou um internauta.

“Alguém pode me dizer por que a Marcela Temer precisa de uma servidora ao lado dela em um passeio de domingo com o cachorrinho pelos jardins do Alvorada?”, perguntou mais uma.

“Marcela Temer entrou no Lago Paranoá de roupa e tudo para resgatar seu cão, o Picoly, durante uma caminhada pelo Alvorada. Depois do banho, irada, ela exigiu o afastamento da servidora que a acompanhava e não a ajudou”, opinou outro internauta.