Quem acompanha o mundo das telenovelas sabe que desde que Tarso Brant participou da novela ‘’A Força do Querer’’, da Rede Globo, que teve uma trans falsa na trama, Carol Duarte, que interpretava a Ivana, que ao decorrer dos capítulos se tornou Ivan, o assunto sobre sexualidade se tornou algo mais frequente em meio à sociedade.

Muitos fizeram duras críticas, outros avaliaram a trama como algo bem atual e essa discussão acabou gerando um grande sucesso para a novela. Algumas pessoas se sentiram revoltadas pelo modo em que o autor da trama abordou o tema em rede nacional, uma vez que tudo vai ao ar em um horário que ainda alcança muitas crianças e adolescentes.

Mesmo com o maior número em críticas, a trama conseguiu o que queria, que foi fazer com que as pessoas entendessem o apelo por trás da trama que contava a vida complicada da personagem Carol.

Tarso, para quem ainda não sabe, se trata de um ator trans, nascido em corpo feminino, mas, ao decorrer dos anos decidiu executar sua redesignação. Já no caso de Ivana, uma personagem também trans, decidiu se tornar um rapaz, mas apenas na ficção.

Esse tema com envolvimento de pessoas trans em novelas parece algo bem recente, mas o que poucos sabem é que no ano de 1977, uma novela sob direção de Denis Filho, já havia tido a participação da trans Claudia Celeste. Na época, a novela “Espelho Mágico” foi um sucesso e teve grande aceitação entre a sociedade.

Mesmo atuando em alguns capítulos, ninguém nunca havia lhe questionado se ela era homem ou mulher.

Pouco tempo depois ela acabou sendo penalizada após ter a identidade descoberta [VIDEO].

Ex-atriz da Globo atuou sem que ninguém soubesse que era travesti

Cláudia Celeste morreu aos 66 anos. O comunicado aconteceu na madrugada de domingo (16), no Rio de Janeiro. Vale ressaltar que ela foi a primeira travesti a atuar em novelas no Brasil.

A família se mostrou completamente arrasada com a perda. Ela revelou que a atriz morreu após sofrer uma pneumonia, que em pouco tempo acabou se tornando aguda. O comunicado foi feito primeiramente nas redes sociais e logo após ganhou as mídias de todo o país.

Cláudia nasceu no subúrbio do Rio de Janeiro e teve sua primeira apresentação em um teatro, onde se apresentou na peça ‘’O Mundo é das Bonecas’’, no ano de 1973. Vale lembrar que quando a atriz teve sua primeira aparição na TV, nunca antes uma travestir atuou em um programa nacional.

Infelizmente sua participação acabou não indo até o fim, pois logo foi descoberto sua sexualidade e os capítulos que ela havia gravado foram censurados [VIDEO] pela ditatura militar. Mais tarde, em 1988, Cláudia Celeste atuou em “Olho por Olho”, do começo ao fim.

Assista ao vídeo com algumas fotos da atriz: