Mais um casal que se formou e depois se separou durante a trama de grande sucesso do horário nobre da Rede Globo, O Outro Lado do Paraíso, mas terá um final feliz no folhetim de Walcyr Carrasco, que termina na próxima sexta-feira, dia 11 de maio.

Samuel e Cido finalmente conseguirão ficar juntos, felizes e terão o apoio da mãe do psiquiatra, que desistirá de continuar com suas armações para tentar destruir o relacionamento do filho com o ex-motorista de Sophia. Adinéia finalmente desistiu da [VIDEO]‘cura gay’ para o filho.

Tudo começa quando uma discussão entre o casal faz com que Cido fale algumas verdades para Samuel.

Ele afirmará para o médico que jamais foi respeitado por Suzy e por Adinéia, que as duas juntas sempre o humilharam e maltrataram.

O ex-noivo de Irene lamentará também o fato de que a mãe de Samuel finge aceitar o relacionamento deles. No entanto, ela sempre está armando algo para tentar separá-los um do outro.

Samuel, depois de ouvir as colocações do amor de sua [VIDEO]vida, tentará explicar que, só por causa da filha que teve com Suzy, as coisas aconteceram daquela forma e irá admitir que realmente ele só pensou no bem-estar da ‘’Tigrinha’’ e no da ex-esposa justamente por ser ela a mãe de sua única filhinha. Cido, então, chama a atenção do companheiro e diz que teria que ter pensado nele também, em seus sentimentos.

Adinéia, que estará presente no momento da discussão, acabará interferindo na conversa e dirá para Cido que ele tem muitas qualidades, mas é homem.

Espantado, Samuel lembrará a idosa que quando contou que era gay, ela disse que não teria problema, que aceitaria a opção sexual dele. A avó da ‘’Tigrinha’’, por sua vez, irá confessar que, na verdade, sempre achou que o melhor para o filho seria ter uma família ‘’normal’’.

O diretor do hospital é categórico com a mãe e afirma a ela que a família que deseja ter se resume apenas em seu companheiro, Cido. Adinéia se mostrará arrependida de tudo que fez para tentar separá-los e pedirá ao genro que não vá embora.

Surpreendentemente, Adinéia pede a Cido para não ir, diz que gosta dele e que se enganou ao pensar que o filho seria feliz tendo uma família tradicional. A ex-sogra de Suzy promete que irá mudar a forma de tratar o namorado do filho.

Ela garante que não haverá mais preconceito, garantindo ainda que nunca mais tentará nada para atrapalhar o romance do casal. Cido e Samuel vão para o quarto após trocarem declarações de amor.

Ao ficar sozinha na sala, Adinéia diz para si mesma que as coisas são assim, vivendo e aprendendo e que não existe esse negócio de ‘’cura gay’’, porque, afinal, não é nenhuma doença e seu filho não é doente, ele apenas ama Cido e é correspondido nesse amor.