A trama de Walcyr Carrasco, do horário nobre da Rede Globo, exibirá nesta sexta-feira (11) seu último capítulo. Embora a novela tenha [VIDEO]sido um grande sucesso, não deixou de somar ao longo de seus seis meses no ar algumas falhas.

Alguns erros foram mais difíceis de serem notados, outros nem tanto, mas o certo é que eles ajudaram a reforçar as críticas à novela das 21 horas na Globo.

Confira os principais erros de O Outro Lado do Paraíso

A cena em que Gael (Sergio Guizé) foi preso, apresentou um erro, que embora mais discreto, não passou despercebido pelos internautas mais atentos. Atrás do personagem, já na cadeia, uma régua indicava que ele media 2,10m de altura, no entanto o ator global mede 1,88m.

Uma falha que chamou muito a atenção dos telespectadores [VIDEO]do folhetim foi a relação entre Elizabeth (Gloria Pires) e a filha mais nova, Adriana (Julia Dalávia), que apesar de terem se separado quando a advogada já era uma adolescente, elas não conseguiram se reconhecer na segunda fase da novela, onde a mãe, Elizabeth/Duda, foi defendida pela magistrada quando foi acusada e presa por assassinato.

Uma outra exibição muito criticada, até mesmo pelo diretor da novela, Mauro Mendonça Filho, foi quando a personagem Raquel, vivida por Erika Januza foi atropelada e perdeu os movimentos das pernas, correndo o risco de ficar paraplégica e que depois da intercessão da mística Mercedes (Fernanda Montenegro), às vozes do 'Além', a juíza não só levitou sobre o leito em que se encontrava no hospital, como, a partir daí, ficou curada.

Na ocasião, o então diretor da trama, Mauro Filho, declarou não acreditar nesse tipo de cura, pois ele inclusive tem uma filha que é cadeirante e fez uma postagem em seu perfil no Twitter, dizendo que ele sabe melhor que ninguém, que não acontece este tipo de milagre.

Mais uma falha cometida no enredo de O Outro Lado do Paraíso, admitida pelo diretor foi o drama de Laura, personagem interpretada por Bella Piero, que sofreu abuso sexual de seu padrasto durante toda a sua infância e, apesar de todos os traumas que surgiram em consequência disso, conseguiu se curar apenas com a ajuda da advogada e coach, Adriana (Julia Dalávia), quando, na realidade, a jovem necessitaria de sessões de terapia com um psicólogo.

E teve ainda a história de Raquel, a juíza que tanto prezou pela lealdade e honestidade, mas não se conteve e acabou ficando várias vezes com o grande amor de sua vida, Bruno (Caio Paduan) antes que ele se separasse de sua esposa, Tônia (Patrícia Elizardo).