Pabllo Vittar é um dos artistas mais conhecidos do Brasil atualmente e um dos grandes representantes da comunidade LGBT. No dia de comemoração da LGBTfobia [VIDEO], que ocorreu nessa quinta-feira (17), a cantora foi criticada por seguidores por uma postagem feita em sua conta oficial do Twitter.

A artista desmentiu que tenha ela mesma feita a publicação e teria demitido o funcionário responsável pelo comentário.

Postagem polêmica no Twitter

Pabllo Vittar tem mais de 707 mil seguidores no microblog. Na manhã dessa quinta-feira (17), a rádio Jovem Pan, para comemorar o Dia Internacional da LGBTfobia, fez uma publicação de, no mínimo, mau gosto.

Em meio à onda de comentários sobre a morte de pessoas LGBT por conta do preconceito que existiria no Brasil contra lésbicas, gays, bissexuais e transexuais, a emissora fez uma pergunta bizarra em seu Twitter.

“Manas, hoje é Dia Internacional de Combate a LGBTfobia [VIDEO]e quero convidar vocês a fazerem um exercício de empatia. Se você fosse a próxima vítima, qual seria o seu último pecado? Compartilhe o seu depoimento com a hashtag #MinhaÚltimaMúsica. Chega de violência”, tuitou a Jovem Pan.

Pabllo Vittar retuitou a postagem e foi bastante criticada por isso. Devido à repercussão negativa, a publicação foi apagada do Twitter da cantora. Mas isso não impediu que internautas printassem a postagem.

A artista retuitou uma postagem com o print. “Gente do céu, o que foi isso? Eu não escrevi isso não! Galera que mexe no meu Twitter, que po*** é essa?”, perguntou Pabllo Vittar.

Em seguida, Pabllo Vittar postou outra mensagem sobre o assunto, dizendo que jamais escreveria o que estava no tuíte.

Na sequência, o cantor afirmou que a pessoa que havia postado aquilo não trabalharia mais com ela, sem especificar exatamente quem foi o autor. Normalmente, os artistas contratam uma equipe de comunicação responsável por publicar em suas redes sociais.

Apesar de ter desmentido que o texto tenha sido postado com sua autorização, nem todo mundo está acreditando na versão de Pabllo Vittar. “Se uma pessoa é acusada de estupro e se diz inocente, a gente fica do lado da suposta vítima ou do suposto estuprador? Ninguém aqui tá atacando ninguém não.

Mas, às vezes, é bom ter bom senso pra analisar direito as coisas antes de passar a mão”, comentou um internauta.

“Excluiu porque viu que pegou mal e botou culpa em alguém da equipe”, comentou novamente o mesmo internauta, sem acreditar na versão contada pelo cantor Pabllo Vittar.