A maioria dos cristãos verdadeiros do Brasil tem ojeriza ao mundo Gospel, devido aos problemas e confusões que envolvem este mundo que está mais preocupado com o dinheiro do que com Jesus Cristo.

Os escândalos envolvendo pastores e cantores são comuns [VIDEO], infelizmente, e mancham a imagem de muitos evangélicos já que quem está de fora costuma generalizar e achar que todos são iguais.

Nesta semana, a polêmica envolveu o pastor, ex-deputado estadual e presidente da Igreja Quadrangular em Alagoas, João Luiz, e o cantor gospel J. Neto, que teve parte da carreira ligada à Igreja Universal do Reino de Deus.

Neto é acusado de faltar a show por estar bêbado

Na quarta-feira (2), o pastor João Luiz postou vídeos [VIDEO]em suas redes sociais em que detonava J.

Neto e o acusava de ter faltado a um show por estar bêbado. João Luiz afirma ainda que teria pago parte do cachê, no valor de R$ 2.500.

O cantor gospel se apresentaria em uma das igrejas Quadrangular do estado de Alagoas. Segundo o pastor, J. Neto já estava com as passagens em mãos e mesmo assim não se apresentou.

As alegações de que o artista gospel estava bêbado são fortes e causaram bastante polêmica no mundo gospel nos últimos dias. J. Neto é um dos cantores mais Famosos.

O cantor ainda não se manifestou sobre o caso. Duas redes sociais de J. Neto não são atualizadas há algum tempo. A última postagem no Twitter foi em 2014. No Instagram, a última foto foi postada no ano passado.

No Facebook, onde ele é seguido por pouco mais de 23 mil internautas, a última postagem foi feita no dia 16 de abril.

“Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra”, postou o cantor, citando os dois primeiros versículos do Salmos 121.

Relação do cristão com o álcool

Para alguns, um cristão não pode colocar nenhum pingo de álcool na boca. Para outros, é permitido beber, mas não se embriagar. Ao contrário do que muitos pensam, o segundo argumento é o que tem base bíblica.

Portanto, um cristão pode beber, desde que não fique embriagado e não escandalize um irmão em Cristo. O beber socialmente, obviamente, é uma tarefa impossível para quem sofreu com o alcoolismo antes de se converter.

A essas pessoas é recomendado que nunca chegue perto de bebidas alcoólicas e fique apenas no refrigerante e no suco. Se J. Neto ficou bêbado, como foi acusado pelo pastor, deve pedir perdão a Deus por isso. Se não, o pastor é quem deve pedir perdão pelo falso testemunho contra um irmão.

De qualquer forma, os fãs do cantor esperam que se ele se manifeste sobre o caso e explique toda a situação.