Na manhã desta quinta-feira (17), várias imagens e um vídeo com uma briga entre dois homens em um posto de gasolina viralizaram na internet.

As imagens não deram 'close' e, de longe, o homem parece-se com o ator, bem como sua voz e sotaque (confira o vídeo abaixo) e apanha no rosto de um rapaz mais jovem, enquanto que outro chuta para longe sua garrafa de bebida.

No vídeo, o homem que apanha está embriagado e ofende com palavras o mais novo, que pede para ser respeitado e continua batendo. Em dado momento, á no chão, o homem que foi confundido com Antonio Fagundes pergunta "E aí? O que mais? Me dá um tiro. Agora me dá um tiro!".

O homem, visivelmente bêbado segue dizendo: "Eu quero tiro, eu quero tiro".

Num primeiro momento essas imagens foram divulgadas pelo jornalista, Datena, na Bandeirantes.

'Fake News', no 'trending topics' do Twitter

Imediatamente o nome do ator ficou nos 'treding topics' do Twitter e a repercussão tomou conta da web. Muitos internautas chegaram a comparar o estado de embriaguez do falso Antonio Fagundes ao de Fábio Assunção, que já foi preso duas vezes embriagado.

O falatório foi tanto que tanto a assessoria do ator, como ele próprio tiveram que intervir dizendo que o homem que está no vídeo não é Antonio Fagundes.

Até o momento, não se sabe o nome dos envolvidos.

Investigações

É claro que por conta da Fama do ator e para manter seu nome fora do ocorrido, a Polícia Civil foi envolvida e está investigando o caso.

Certamente que mais notícias sobre os autores do vídeo e quem colocou-o na internet vão surgir e postaremos mais esclarecimentos tão logo quanto tivermos.

Esta não é primeira vez e tampouco parece que será a última, que um famoso é envolvido em casos de 'fake news' (termo vem do idioma inglês e quer dizer 'notícias falsas'). Aparentemente o falso anonimato da internet faz com que notícias como essas se proliferem e por vezes trazem transtornos ainda maiores do que o de Fagundes.

Crime!

O Facebook e outras redes vem buscando, constantemente, meio de combater essa prática, uma vez que a web parece muito uma 'terra sem lei', mas não é. É possível rastrear de onde partiu determinada fofoca mentirosa e os autores são passíveis das penalidades criminais [VIDEO].

Notícias falsas podem render mais de uma condenação de acordo com nosso Código Penal., de acordo com os artigos abaixo e suas definições.

Calúnia

Art. 138 - Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime.

Difamação

Art. 139 - Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação.

Injúria

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.

Esperamos que logo o assunto todo seja resolvido e os envolvidos e culpados paguem pelo crime.

Vídeo base da 'fake news'