Filho de Elis Nair, que participou da edição do ano passado do programa Big Brother Brasil, [VIDEO] da Rede Globo, Jhefferson Gonçalves Nunes foi preso na madrugada deste domingo (10), acusado de matar a facadas [VIDEO] o tatuador André Luiz Bispo de Ataídes durante uma festa, ocorrida em Brazlândia, a 44 km do centro de Brasília. Outro homem, que teria o ajudado a cometer o crime, também foi detido.

De acordo com informações noticiadas pelo portal UOL, que inclusive teve acesso ao Boletim de Ocorrência, André Luiz teria ido até o portal do local onde acontecia a festa e perguntado pelo preço da entrada. Enquanto aguardava a informação, Jhefferson, que estaria alcoolizado e também sob efeito de drogas, imaginou que estivesse ocorrendo uma briga e, usando um facão de 20 centímetros, teria golpeado a vítima na nuca e nas costas.

Mesmo com o rapaz caído, o filho da ex-participante da atração global [VIDEO] ainda seguiu desferindo golpes. Foram mais cinco facadas no peito.

Após praticar o crime, de acordo com o BO, Jhefferson teria fugido em uma moto e se escondido na casa de um amigo, que fica nas proximidades, mas foi rapidamente localizado pela polícia. O rapaz ainda tentou escapar pelo telhado, mas acabou detido e, já na delegacia, teria confessado o crime. Paulo Henrique de Souza, amigo do acusado, e que teria participado da ação, segurando a vítima, também foi preso.

André Luiz, que é filho de policial militar da reserva, foi enterrado na tarde desta segunda-feira (11), no Cemitério de Brazlândia. Muitos parentes e amigos usaram as redes sociais par se despedir do rapaz, que trabalhava como tatuador. “A Justiça aqui na terra vai ser feita.

Te amo, meu anjinho", escreveu a irmã da vítima.

Ex-BBB se manifesta nas redes sociais e reclama de clínica

Por meio de um vídeo postado nas redes sociais, a ex-BBB, Elis Nair, se manifestou sobre a prisão do filho. Ela revelou que ele, por ser dependente químico, estava internado em uma clínica de reabilitação e que não havia sido comunicada que o filho havia fugido do local, onde fazia tratamento para se livrar do vício.

“Não recebi nenhuma ligação do local informando o que aconteceu”, falou. Ela ainda relatou que buscava, sem sucesso, entrar em contato com a clínica e que ainda não teve tempo de falar com as autoridades.

Com uma participação marcada por polêmicas e bate-boca, Elis foi a quinta participante eliminada na edição do Big Brother de 2017, com mais de 80% dos votos.