Mimada, arrogante, manipuladora, petulante, invejosa, injusta, grosseira e mentirosa, estes são apenas alguns adjetivos que podem descrever muito bem a mau-caráter Rochelle (Giovanna Lancellotti). A moça rica faz o que bem entende da vida, e seu maior prazer é transformar os dias de Manuela (Luisa Arraes) num verdadeiro caos.

Contudo, o 'castelo da princesa' vai começar a ruir com a derrocada de sua família depois do escândalo da propina e das prostitutas, na qual seu pai, Edgar (Caco Ciocler), aparece em uma gravação, apenas de cuecas ao lado de um deputado federal, onde ele oferece ao parlamentar uma mala com R$ 200 mil reais em troca de um favor.

O nome da família Athayde vai acabar na lama. Sem dinheiro, e consequentemente sem conseguir manter sua vida de ostentação, Rochelle vai se mostrar ainda mais venenosa e perigosa. De acordo com o portal de notícias online [VIDEO], 'TV Foco', nos próximos capítulos de Segundo Sol, Rochelle vai ser flagrada roubando. Logo ela, que sempre chamou a irmã de delinquente e drogada, vai mostrar para todos que não tem limites.

Sem dinheiro e sem limites, Rochelle decide roubar em Segundo Sol

A novela Segundo Sol [VIDEO]vem acertando em cheio. Sua trama envolvente e repleta de reviravoltas tem chamado a atenção do público. Muitos personagens se destacam no folhetim, e, entre eles, está a detestável Rochelle. A jovem mimada, que teve suas regalias cortadas diante das dificuldades financeiras da família, está sedenta por dinheiro, e, segundo ela, seria para investir em seu blog.

Primeiro, ela irá recorrer ao seu namorado, Narciso (Osmar Oliveira), que, quando negar a ajuda à garota, será colocado para correr por ela.

Revoltada e sem saber como conseguir o dinheiro, ela se depara com seu avô, Severo (Odilon Wagner), entregando uma quantia de dinheiro para Zefa (Claudia Di Moura), para que ela pague as contas e faça a compra dos produtos que estão faltando na mansão. Rochelle continuará à espreita, e verá onde Severo guarda o dinheiro. Assim que Zefa e seu avô deixarem o local, ela irá direto para a gaveta, e pegará todo o dinheiro que ali estava guardado.

Severo flagra a neta roubando seu dinheiro

Quando a dondoca estava com o dinheiro nas mãos, seu avô retorna ao escritório e dá de cara com ela lhe furtando. Irado, e muito decepcionado, ele exige que ela coloque o dinheiro onde encontrou e, para a sua surpresa, a neta lhe faz duras ameaças e o humilha, dizendo que ele não tem moral para chamar a sua atenção. “Você virou uma bandidinha, Rochelle”, diz ele. “Se eu sou bandida, devo ter puxado a você! E outra, ladrão que rouba ladrão...”, ironiza.

Não é a primeira vez que Rochelle tenta roubar alguém da família. Primeiro foram as joias da mãe, e agora o dinheiro do avô.

Sem nenhum tipo de remorso, a garota ainda ameaça Severo. Ela diz saber que o patriarca da família tem muito dinheiro escondido por causa de suas falcatruas, e que se ele não lhe der a grana, ela vai contar para todo mundo sobre seu caixa dois.

Severo então revela que não tem tanto dinheiro guardado, o que ainda lhe resta é para manter a família, pagar os poucos empregados que trabalham na casa e as contas básicas. Ele afirma, ainda, que não tem como bancar o padrão de vida que tinham antes. Cinicamente, então, Rochelle lhe diz: “coisa feia, hein vôzinho? Escondendo o ouro”, enquanto coloca o dinheiro no bolso e sai do escritório, deixando seu avô desesperado e enfurecido.

O autor de Segundo Sol é João Emanuel Carneiro. Ele sabe muito bem como mexer com o imaginário do público e certamente fará de Rochelle uma vilã inesquecível.