O ator da Rede Globo de televisão José Mayer não pode considerar que vem atravessando uma fase realmente muito satisfatória tanto na carreira quanto na sua vida pessoal nos últimos tempos.

No ano passado, depois de experimentar muitos anos de Fama e sucesso, o global se viu envolvido com acusações de assédio moral e sexual pela figurinista, que também é funcionária da Globo, Su Tonani, o que levou a uma onda de protestos e a suspensão dos trabalhos de José pela emissora carioca.

Por outro lado a boa notícia referente ao ator foi veiculada neste domingo (29), ocasião em que ele teve a alta concedida pelos médicos da Casa de Saúde São José [VIDEO] localizada na Zona Sul da Cidade do Rio de Janeiro.

José Mayer estava internado há um mês para se tratar de uma doença autoimune conhecida como granulomatose de Wegener e que acometeu o destaque do mundo dos Famosos sem maiores avisos.

Tanto é assim que a assessoria de imprensa do hospital do Rio divulgou nota oficial reforçando que José Mayer obteve a sua alta no dia 29 de julho, após ter permanecido internado por 30 dias a fim de se tratar da Granulomatose de Wegener, que é uma doença de característica autoimune, atacando sobretudo os vasos sanguíneos dos rins, pulmões e vias respiratórias.

A nota oficial esclareceu ainda que a doença pode levar o doente à óbito se não for diagnosticada em tempo oportuno; [VIDEO] no entanto, no caso em questão de José Mayer, o ator foi cuidado pela equipe médica sob a liderança do Dr. Marcelo Kalichsztein.

Mayer neste momento passa bem, concluiu o comunicado da Casa de Saúde São José

A doença Granulomatose de Wegener

Não tem uma origem conhecida, mas também é chamada de granulomatose com poliangeíte, se constitui em uma patologia rara, causando o sofrimento na inflamação dos vasos sanguíneos das regiões do nariz, seios da face, garganta, pulmões e até mesmo dos rins.

Os sintomas iniciais podem ocorrer com os sangramentos ou hemorragias pelo nariz, entupimento nasal, sinusite, dores nos ouvidos, rouquidão, olhos bastante vermelhos e doloridos, tosse e chiado.

A granulomatose não escolhe as suas vítimas pela idade; entretanto, na maioria dos casos, as vítimas são pessoas entre a faixa etária de 40 a 65 anos.

Quando não tratada rapidamente, a doença pode causar a morte do indivíduo, uma vez que a condição debilitada da pessoa afetada diminui o fluxo sanguíneo entre os órgãos, desenvolvendo em alguns casos regiões inflamadas, que afetam o funcionamento do organismo como um todo.

Ainda bem que o diagnóstico precoce do problema implica na recuperação total do indivíduo, o qual é submetido aos remédios que suprimem o sistema imunológico. [VIDEO] Se a doença não for tratada adequada ou rapidamente poderá causar transtornos tais como: trombose, perda de audição, doença no coração, cicatrizes na pele e avarias nos rins.