Depois de uma semana do seu Vídeo intimo vazado, o youtuber Felipe Neto concedeu uma entrevista ao jornal O Globo, onde fala do caso que chocou a internet. O caso em questão aconteceu na quarta-feira (25), onde um suposto vídeo íntimo do youtuber foi parar no Twitter, causando várias polêmicas. Vários internautas fizeram comentários irônicos e também repassaram esse vídeo. Felipe Neto gravou um depoimento no seu canal, e, de forma descontraída, falou dos comentários do vídeo e avisa que terá uma ação judicial contra quem repassou o vídeo.

Ainda segundo O Globo [VIDEO], o assunto foi o nome mais comentados no mundo no Twitter [VIDEO] e, apesar disso, Felipe Neto disse que não teve tempo ainda para ler os comentários sobre ele que estão na internet.

Mas ressalta que, se ele fosse Mulher, o episódio teria sido bem pior do que está sendo. Segundo o youtuber [VIDEO], ele tem muito trabalho a fazer e tem muito pouco tempo para ver os comentários, e sabe muito bem que estão fazendo piada. Mas, segundo Felipe, esse é o menor dos problemas.

Felipe Neto critica a sociedade e classifica-a como machista

Felipe Neto diz que se vive numa sociedade onde o gênero masculino pode, livremente, mostrar tudo. No máximo, segundo o youtuber, vão falar do tamanho do seu órgão. Enquanto isso, se fosse uma mulher, esta seria humilhada, execrada, demitida, malvista e xingada.

Um dia depois que seu vídeo intimo foi vazado, na quinta-feira (26), Felipe Neto, postou um depoimento em seu canal onde ironiza os comentários e ainda ri da situação. Porém, termina esse vídeo num tom mais sério, dizendo que irá processar quem repassou o vídeo íntimo, com o intuito de coibir esse tipo de crime.

Segundo Neto, ele diz que ainda acredita em um ambiente no mundo virtual menos “tóxico”. Neto conta que em 2017 reuniu seus advogados e processou o dono de uma página no Facebook, que era feita para xingar e agredir pessoas célebres. Segundo conta ele, o resultado foi instantâneo e as páginas foram logo apagadas.

Neto diz que o administrador está sob processo judicial e responde por isso. E continua dizendo que os internautas estão entendendo que eles não estão isentos da justiça, simplesmente por estarem atrás de uma tela. Segundo Felipe, independentemente de qualquer motivo que levem as pessoas a vazar imagens como essas – imagens de cunho íntimo – sem nenhuma permissão, recomenda procurar a justiça.

Neto ainda salientou que, no caso dele, foi de destruição da sua imagem pública. Mas diz que a pessoa esqueceu que ele tem melhores amigos, familiares e os melhores fãs do mundo todo. Por fim, Neto enfatiza que não fez nada de errado e não teve qualquer parcela de culpa no que aconteceu.