Ohana Hindara foi ao salão da cantora Ludmilla para realizar um sonho, mas diz que agora está vivendo um pesadelo. A mulher de 30 anos ficou tão chateada com o ocorrido que já foi à 4ª Vara Cível, de Duque de Caxias, e abriu um processo contra o salão da funkeira por danos morais e materiais. Ohana foi ao Lud Hair Boutique, que pertence a Ludmilla, e comprou uma peruca no valor de R$ 1.670,00. A cliente contou que o pagamento foi à vista, em 2017, e que na época o salão era em Caxias, na Baixada Fluminense.

Publicidade
Publicidade

Só que em menos de um mês, a peruca já começou a apresentar problemas. A partir daí, ela teve um grande desgaste emocional, pois o salão de Ludmilla não quis trocar o produto, nem resolver de alguma outra forma. Ohana garante que tomou todos os cuidados necessários com a peruca, mesmo assim, com poucos dias de uso, ela já estava rasgada na frente. Imediatamente, ela foi ao salão e reportou o problema, mas eles não quiseram trocar a peruca e nem deram garantia alguma sobre o produto vendido.

Publicidade

A mulher conta que seu sonho era ter um cabelão, mas agora vive um pesadelo e espera que a Justiça possa resolver essa questão.

Como está desempregada, ela precisou contar com a ajuda financeira da mãe para ter a peruca, sendo que R$ 300,00 foram pagos para que a peruca fosse colocada e uma trança fosse feita. Ohana deu um lucro ainda maior ao salão, porque sua irmã e até uma tia resolveram comprar uma peruca para elas. Agora, a mulher lamenta profundamente que tenha sido tratada dessa forma.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

O salão nem quis ver a peruca para analisá-la, simplesmente ignoraram o problema.

Enquanto espera uma decisão da Justiça, Ohana optou por um mega hair e disse que, da parte dela, tudo foi feito para que o problema fosse resolvido da melhor forma possível, mas o salão de Ludmilla dificultou as coisas, fazendo com que ela passasse pelo constrangimento de ter que sair de casa com um pano na cabeça, já que não havia como usar a peruca.

O salão de Ludmilla foi inaugurado no final de 2016 e desde então tem feito grande sucesso e recebido muitos elogios das clientes, mas agora está enfrentando uma reclamação, que acabou indo parar na Justiça.

Silvana Oliveira, mãe da cantora, é quem administra o salão, mas não quis comentar nada sobre o caso e disse que o advogado do estabelecimento é quem está resolvendo tudo.

Assim como sua mãe, Ludmilla mantém total silêncio sobre o caso e apesar de ser a proprietária do salão, não comenta nada a respeito, nem mesmo nas redes sociais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo