Já não é de hoje que as artistas do mundo pop estão apresentando para todos seu lado empoderado. O movimento feminista tem motivado mulheres do mundo inteiro a lutarem pelos seus direitos, por respeito e o fim do abusos que sofrem diariamente.

Aproveitando-se da grande visibilidade que possuem, artistas do mundo cinematográfico, musical e teatro usam seu alcance midiático para fortalecer cada vez mais esse movimento. Dentre as mais famosas envolvidas estão Madonna, Demi Lovato, Beyoncé e Rihanna, que já encararam diversas vezes um público machista em seus shows.

Também entrando nesse meio, Ariana Grande ousou no novo clipe junto com Madonna.

A Música "God is a Women" é o novo hit de Ariana e, pelo que se viu no clipe, vai dar muito o que falar, principalmente no meio religioso. Na letra da música, Ariana polemiza ao enfatizar que deus é mulher, no trecho em que ela cita "você acreditará que Deus é uma mulher", em alusão ao fato do homem sempre ser a maior representatividade.

Repercussão imediata

Apesar de ser um clipe "polêmico", ele não deixa de ser libertador. No mundo machista em que vivemos, Ariana apresenta a mulher como algo superior, que merece respeito tanto quanto o homem. No Twitter, seu nome já está entre os assuntos mais comentados do Brasil, recebendo elogios da grande maioria.

No rede social, um internauta falou que a música já pode ganhar o VMA de melhor clipe do ano. Outra usuária colocou que hoje é um péssimo dia para ser machista.

Em outro comentário, um internauta elogiou a atuação de Ariana, talvez pelo fato dela ter iniciado como atriz.

Assista ao novo clipe de Ariana Grande

Se você for um homem machista, que acha que a mulher é um "ser inferior", ou se for algum fanático religioso, talvez esse não seja o tipo de vídeo que você vai gostar de ver. O clipe já inicia com Ariana Grande no centro do universo, como se ela representasse a origem de tudo que hoje existe.

Uma outra parte do clipe representa os constantes ataques que as mulheres recebem, como xingamentos e agressões. No clipe, ela representa a forma conceituada do empoderamento feminino, direcionando duras críticas ao patriarcado, que sempre coloca o homem como figura principal, até mesmo no lado religioso. Também é frisada a importância da liberdade, pois a mulher, assim como o homem, pode ser tudo que desejar, como fala um pequeno trecho da música: "E eu posso ser todas as coisas que você me disse para não ser. Quando você tentar me atacar, eu continuo florescendo".

O clipe encerra a reprodução da famosa pintura de Michelangelo, onde o pintor representou várias cenas bíblicas e figuras proféticas. No entanto, no lugar de deus, está Ariana, rodeada de mulheres, onde tenta tocar outra mulher, o que podemos colocar a representação de Eva.

Confira também:

Nego do Borel comenta beijo polêmico em seu novo videoclipe [VIDEO]

Depois de confusão com Rodrigo Fard, Record adota novas regras para roupas de funcionários [VIDEO]