A depressão é considerada por muitos especialistas e pessoas acometidas como o grande mal do século, causando um quadro severo de perda do interesse por atividades desde as mais simples até as mais complexas, o que prejudica o real significado da existência humana no seu dia a dia.

Absolutamente ninguém está isento da depressão e de suas consequências desastrosas nas suas vidas pessoais e na interação com outras pessoas, pois é uma doença que não escolhe classe social, religião, cor e ainda ganha mais notoriedade quando acomete indivíduos Famosos.

E por falar em pessoas de grande Fama na mídia como um todo, o emblemático padre católico Fábio de Melo, [VIDEO]já veio a público e confessou algumas vezes em entrevistas ter sofrido severamente quando enfrentou a síndrome do pânico, a qual foi intensificada uma vez que estava acompanhada da depressão.

O sacerdote Fábio sempre diz querer passar acima de tudo uma mensagem que funcione como alerta a sua legião de fãs e admiradores, pois, segundo o representante do mundo das Celebridades, é muito importante prestar atenção a todos aqueles que padecem dessa patologia terrível.

Melo faz questão sempre de deixar claro para todos, que ele próprio há cerca de um ano teve de lidar com a depressão e com a crise de pânico juntas. O religioso confessou de que tal fase sem sombra de dúvidas foi um dos piores momentos de sua vida, mas também serviu como fonte de aprendizado.

Melo escreveu na sua rede social oficial do Instagram que a tristeza [VIDEO] em si pode não ser uma doença; entretanto, se durar por muito tempo, então sim, pode vir a ser um mau bastante prejudicial. O padre Fábio complementou dizendo que é necessário prestar atenção ao tempo que esse sentimento negativo persiste em durar.

As pessoas que estão de fora do problema taxam os doentes de depressão como pessoas que não têm o que fazer, que são frescos e exagerados; no entanto, é doença e muito séria, que “só quem sofre sabe”, escreveu Fábio de Melo na sua concorrida rede social.

Origem do quadro depressivo em uma pessoa sadia

São várias as causas da depressão, porém, todas elas estão intimamente ligadas a fatores psicológicos, biológicos e sociais com origens na angústia. [VIDEO]Pesquisadores atuais suspeitam que tais fatores causam alterações na função do cérebro, o que inclui deformações na atividade de alguns circuitos neuronais.

Não é à toa que a persistência de melancolia, tristeza ou a falta de interesse em atividades consideradas básicas, levam ao comprometimento da qualidade no sono, resposta com energia do organismo, variação do apetite, atenção concentrada, baixa autoestima, e até levam ao suicídio em alguns casos.

A título de esclarecimento, o tratamento da depressão é baseado em na administração de remédios e psicoterapia aos pacientes.