Ragnar Lothbrok foi um dos personagens mais emblemáticos de todos os tempo nas histórias das séries de televisão. Travis Fimmel transformou uma figura histórica em um personagem amado por todo o público que assiste a vikings, devido ao auge e perfeição com que Fimmel interpretava Ragnar. E isso só se confirmou depois que o criador da série, Michael Hirst, revelou durante uma entrevista para IGN que o destino de Ragnar seria bem diferente do que vimos.

O personagem principal de Vikings [VIDEO] teve um fim trágico na quarta temporada da série, onde foi morto brutalmente pelo Rei Aelle. Mas, originalmente, o fim de Ragnar não seria assim.

Morte de Ragnar Lothbrok

Michael Hirst disse durante a entrevista que a morte de Ragnar era a única coisa que eles tinham certeza, e que retratar a história como, de fato aconteceu é um dos seus principais objetivos. E que mesmo antes dos comentários na internet afirmando ou não a morte do personagem, ele sempre teve certeza que a morte pra Ragnar era certa. Mas uma coisa mudou, justamente quando ele escreveu o roteiro, a morte [VIDEO]dele já era certa logo na primeira temporada da série.Travis Fimmel chegou e recebeu o script, dizendo que seu personagem teria o fim no último episódio da primeira temporada. Mas Hirst observou direito o potencial, a equipe que tinha, os atores e tudo ficou diferente. Ele tentou adiar o tanto que pôde a morte de Ragnar, mas que não podia mais, para manter a fidelidade histórica.

Se ele seguisse com o roteiro original, talvez Vikings não seria a série com peso de televisão como é hoje. A série teria seguido outro ritmo e seria totalmente diferente. Já foi difícil para os fãs imaginar Vikings sem Ragnar, que durou quatro temporadas. Imagina se ele morresse logo no começo? Michael Hirst foi visionário e enxergou o potencial que tinha em suas mãos. Daí juntou o útil ao agradável.

Histórias parecidas já aconteceram em outras séries de televisão relacionadas a atores. Porque, pelo que deu para entender, Hirst manteve Ragnar porque Travis Fimmel era excepcional no papel, e matá-lo na primeira temporada seria um total desperdício. O fato é que, a morte foi condizente com a morte histórica, mas só não aconteceu tão rápido como deveria.

Em The Walking Dead, os produtores criaram um novo personagem para Norman Reedus na série de televisão. Pois o papel para o qual ele iria fazer o teste, já tinha um ator escolhido. Mas gostaram tanto dele que fizeram um irmão para o personagem que ele interpretaria. No caso, o Daryl. Daí ficou Merle, interpretado por Michael Rooker (Guardiões da Galáxia) e Daryl, interpretado por Norman.

A segunda parte da quinta temporada de Vikings retorna em novembro.