Uma tragédia ocorrida no Beach Park, complexo turístico que fica a 26 quilômetros de Fortaleza, nesta segunda-feira (16), tirou a vida de um turista de 43 anos da cidade de Sorocaba/SP. Ricardo José Hilário estava com mais três pessoas no brinquedo Vainkará, quando eles caíram da boia ao passar pela última curva da aventura.

Segundo informações das pessoas presentes, na curva antes de chegar à piscina, a boia em que estavam os 4 turistas ultrapassou a parede de contenção e acabou por virar com os presentes. Como Ricardo estava na parte mais alta, ele veio a bater a cabeça na estrutura da atração ao cair.

O parque lançou uma nota onde confirma a morte e lamenta pelo ocorrido.

Segundo os mesmos, uma equipe de atendimento fez os primeiros socorros imediatamente, mas infelizmente o turista veio a óbito. O Beach Park [VIDEO] informou que está dando apoio e suporte para os familiares de Ricardo.

O brinquedo Vainkará foi inaugurado no último sábado (14) e contou com a presença de Famosos de peso como Larissa Manoela, Windersson Nunes [VIDEO], Sophia Abraão, Mirella Santos entre outros. Whindersson Nunes chegou a filmar a inauguração da nova atração, que custou 15 milhões aos cofres do parque. Além disso, ele filmou a sua descida no brinquedo. Você pode ver esse vídeo abaixo.

No sábado, todos os famosos presentes postaram muitas fotos e vídeos no Instagram marcando a presença no local, mas, após ser confirmado o acidente, muitos deles apagaram esses registros. O próprio parque fez isso em sua página oficial.

A nova atração do parque foi interditada para a realização das perícias pelos órgãos competentes e além disso o parque não funcionou nessa terça-feira em respeito aos familiares da vítima.

O Beach Park lançou uma nova nota nesta terça informando que a boia em que estavam Ricardo e outros três turistas não chegou a passar a barreira de contenção, mas teria virado dentro do brinquedo. Segundo eles, as perícias estão sendo realizadas com o apoio da empresa e que o laudo da morte de Ricardo sairá assim que terminarem as investigações.

O parque aquático esclareceu que possui alvará de funcionamento e que todos os brinquedos passam por diversos testes antes de serem liberados para o público em geral, e assim foi com o Vainkará. Eles informaram que o brinquedo levou dois anos e meio desde o projeto inicial até a sua instalação no parque e tudo foi feito por uma empresa do Canadá, a ProSlide.

A ProSlide enviou uma equipe ao Brasil para realizar diversos testes e descidas no brinquedo antes de liberar o funcionamento do mesmo ao público. O Parque reforçou seu compromisso com a integridade e segurança de todos os visitantes e visando isso realiza diariamente treinamento com toda a equipe.