O programa “Mais Você”, apresentado por Ana Maria Braga, na Rede Globo, teve um momento de muita emoção nesta segunda-feira (20). A história, infelizmente, não foi daqueles que emocionam por ser bonitas.

Ana Maria Braga abriu o programa falando sobre a morte do técnico de captação de som Luiz Carlos Moraes Mesquita Junior, de 30 anos, vítima de assassinato no Rio de Janeiro, na manhã de domingo.

O funcionário da Globo estava em um lava-jato da Taquara, zona oeste do Rio de Janeiro, quando foi abordado por um homem, que desceu de um outro veículo e atirou.

Publicidade
Publicidade

Um vídeo gravado no momento do crime mostra Mesquita Junior caído no chão.

No momento dos tiros, um funcionário do lava-jato foi baleado, mas passa bem depois de ter sido socorrido. No “Mais Você”, Ana Maria afirmou que a equipe do programa estava consternada.

“Menino alegre, valoroso, trabalhava durante o dia e fazia faculdade à noite”, afirmou a apresentadora, visivelmente emocionada e com a voz embargada. Mesquita Júnior estava no terceiro período do curso de direito.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

O técnico de captação de som era separado e pai de um menino de apenas três anos. A polícia investiga o caso e procura imagens de câmeras de segurança localizadas próximas do local do crime para chegar ao assassino.

Pelo relato das testemunhas, não parece que tenha havido uma tentativa de assalto antes de o funcionário da Globo ser baleado.

Números de assassinatos no Brasil é elevado

Todos os brasileiros, especialmente aqueles que moram em grandes cidades, sabem que a violência é um grande mal no Brasil.

Publicidade

Os números oficiais são assustadores. Um levantamento feito pelo portal G1, em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostrou que 59.103 pessoas foram assassinadas de forma violenta em todo o país em 2017.

O levantamento foi feito com base nos dados oficiais de 26 estados e do Distrito Federal. Foram contabilizados homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais que resultaram em morte.

Pela média, uma pessoa foi assassinada a cada nove minutos.

Somente no Rio de Janeiro, foram registrados 1.124 casos de assassinatos. Considerando que o ano tem 365 dias, isso significa que a cada dia, em média, três pessoas são assassinadas no estado.

Portanto, o assassinato do funcionário da Globo não é algo incomum em um país, cuja taxa de mortes é de 28,5 para cada 100 mil habitantes. Os estados mais violentos são Rio Grande do Norte (64 mortes a cada 100 mil habitantes), Acre (63,9), Pernambuco (57,3), Ceará (56,9) e Alagoas (52,6).

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo