A apresentadora Ana Furtado encerrou o tratamento de quimioterapia e voltou a apresentar o programa “É de Casa”, neste sábado (15), exibido pela Rede Globo, que conta com ela como apresentadora, André Marques, Patrícia Poeta e Cissa Guimarães.

Antes do câncer, Ana, que é casada com o diretor da Globo Boninho, era alvo do zoações nas redes sociais por já ter substituído diversos apresentadores na Rede Globo –ela substituía com frequência Fátima Bernardes no “Encontro”, exibido de segunda a sexta-feira nas manhãs da emissora carioca.

Publicidade
Publicidade

Ana Furtado comemorou o retorno ao É de Casa em seu Instagram e disse que não dava para esconder a alegria, que se refletia até mesmo em seu figurino. Ana usou um vestido amarelo estampado em sua volta.

Internautas também comemoraram o retorno da apresentadora, desejando sucesso a ela nesse novo momento de sua vida e disseram torcer para que ela fique completamente curada do câncer.

A doença foi diagnosticada no começo do ano através do autoexame.

Publicidade

Ana realizou o procedimento e, em seguida, uma mamografia confirmou que ela estava com câncer.

O tratamento ainda não chegou ao fim. Depois de encerrar as sessões de quimioterapia e comemorar a vitória, Ana embarca agora nas sessões de radioterapia e acredita na cura total da doença.

Cabelo cortado

Com a ajuda de uma touca inglesa, a apresentadora conseguiu manter as madeixas. Um dos efeitos colaterais da quimioterapia é fazer o cabelo cair.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Vagas

O tratamento ataca as células do corpo, tanto as cancerígenas, como as não. Seu efeito é notado principalmente nas células que se multiplicam com maior rapidez, como os folículos pilosos, responsáveis pela produção dos cabelos.

Agora que vai iniciar a radioterapia, Ana Furtado postou uma foto em seu Instagram com o cabelo cortado. Na postagem, ela afirmou que viveu um rito de passagem e que cortou o cabelo que resistiu bravamente à quimioterapia.

No texto, ela diz ainda que os fios que se foram, voltarão e os que ficaram, cairão. A apresentadora afirmou que este é o ciclo da vida. A parte de ficar sem cabelo é uma das grandes dificuldades que as mulheres enfrentam quando têm câncer.

Aquelas que têm condições financeiras, como Ana Furtado, podem optar por métodos que possibilitem retardar a queda do cabelo, embora chegue um momento em que é impossível manter os fios.

Publicidade

Algumas optam por perucas para não mostrarem a cabeça raspada. A torcida pela recuperação da apresentadora continua.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo