O corpo do funkeiro Wagner Domingues Costa, conhecido como Mr. Catra, foi velado na cidade de Guarulhos, região da Grande São Paulo, até às 14h desta segunda-feira (10), quando seguiu para o Rio de Janeiro.

Na Cidade Maravilhosa, o corpo será velado no Teatro João Caetano [VIDEO], localizado no centro da cidade, a partir das 21h. O local será aberto para o público em geral.

O sepultamento está marcado para ser realizado às 10h desta terça-feira (11), no Cemitério Jardim da Saudade-Sulacap, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e deve contar com um grande número de pessoas no local.

Funkeiro faleceu em SP

No início de 2017, a carreira de Mr. Catra [VIDEO] ficou em segundo plano quando o funkeiro descobriu que tinha um câncer no estômago e precisava se submeter a um tratamento rigoroso.

Amante do cigarro e das bebidas, Catra mudou a alimentação e deu um novo rumo em sua vida buscando aumentar suas chances de cura de um câncer que costuma ser letal na maioria dos casos.

Mr. Catra só revelou à imprensa e ao grande público que estava doente no final do ano passado. O cantor se afastou dos palcos. Em abril, reapareceu em uma entrevista concedida ao "Programa do Porchat", na Record TV.

O funkeiro de 49 anos estava mais magro. Ao todo, ele perdeu 30 quilos durante o tratamento contra a doença. O falecimento aconteceu na tarde de domingo (9), por volta das 15h20.

Ele estava internado no Hospital do Coração (HCor), na capital paulista. Mr. Catra deixou órgãos 32 filhos - 30 de sangue e dois adotados - e uma legião de fãs em todo o Brasil.

Além dos filhos, Mr. Catra também tinha três esposas e sempre chamava a atenção quando falava sobre esse assunto.

O Brasil não permite a poligamia (casamento com mais de uma mulher).

O cantor não era adorado somente pelas suas músicas de funk proibidão, mas também por suas características pouco comuns para um funkeiro: era formado em direito e falava cinco idiomas.

A morte por falência múltipla de órgãos em decorrência do câncer no estômago impediu Catra de realizar seu ótimo desejo: ser doador de órgãos.

Carreira

Mr. Catra começou a carreira artística em uma banda de rock, mas se destacou mesmo no funk. O primeiro disco solo do artista foi “O bonde dos justos”. Um dos principais hits do funkeiro é a música “Uh, papai chegou”.

Nos anos 2000, Mr. Catra começou a fazer paródias de músicas de grande sucesso. E isso deu certo. A música “Adultério”, um dos principais sucessos de sua carreira, é uma paródia de “Tédio”, da banda “Biquíni Cavadão”.