O mundo da televisão recebeu uma notícia triste na noite desta segunda-feira (3). O ator veterano João Paulo Adour, de 78 anos, foi encontrado morto em sua casa, localizada no bairro da Gávea, zona sul do Rio de Janeiro.

A família do ator afirmou que alguns vizinhos desconfiaram da falta de movimentação na casa de João Paulo. Diante disso, resolveram entrar no apartamento do ator e encontraram o corpo.

Agentes da Polícia Militar foram chamados e se encaminharam ao local. Quando entraram no imóvel do ator, ex-Globo, encontraram o apartamento totalmente revirado. [VIDEO]

A causa da morte de João Paulo Adour ainda não foi divulgada, mas há especulações de que ele possa ter tido um ataque cardíaco fulminante.

O ator morava sozinho. Ainda não há informações sobre velório e enterro do corpo do ator que estava afastado da TV desde a década de 1980. [VIDEO]

Carreira

João Paulo Adour nasceu no Rio de Janeiro, no dia 7 de novembro de 1939. A carreira teve início quando ele tinha 28 anos, em 1967. Seus dois primeiros trabalhos foram no cinema: "Cara a Cara" (1967) e "As Sete Faces de um Cafajeste" (1968).

Na televisão, iniciou a carreira em 1969, atuando na novela "Um Gosto Amargo de Festa". Neste mesmo ano, Adour também atuou em "A Ponte dos Suspiros". Daí em diante, sua carreira decolou.

Em 1970, deu vida ao personagem Eduardo em "Verão Vermelho". No ano seguinte, atuou em "Assim na Terra como no Céu". Em 1972, viveu Guido em um dos maiores sucessos de sua carreira, a novela "Selva de Pedra".

"Bandeira 2" também foi estrelado neste mesmo ano.

Em 1973, Adour atuou em "O Bem-Amado", dando vida ao personagem Cecéu Paraguaçu. Esta foi a primeira novela à cores, que desafiou o regime militar ao falar sobre coronelismo.

Dois anos depois, Adour voltou ao ar como Osmundo Pimental na novela "Gabriela", baseada na obra de Jorge Amado. No mesmo ano, participou de "O Grito".

Em 1977, esteve no elenco de outro grande sucesso, a novela "Dona Xepa". Na década de 1980, estrelou "Olhai os Lírios do Campo" (1980). No mesmo ano, atuou em "As Três Marias".

Ainda nos anos 1980, participou da novela "Brilhante", em 1981. Em 1984, esteve no elenco de outro grande sucesso, a novela "Corpo a Corpo". A carreira de Adour caminhava para o final por decisão do próprio ator.

Em 1986, na Rede Manchete, João Paulo Adour interpretou o personagem Miguel na novela "Novo Amor". Este foi o último trabalho do ator na televisão. A partir daí ele decidiu se afastar para cuidar da família.