Nesta terça-feira (18), os fãs da cantora Rita Lee ressuscitaram um tweet antigo e bem polêmico da cantora sobre o candidato Jair Bolsonaro. No tweet, a cantora dizia que teve um breve romance com o candidato Bolsonaro, mas que não foi para frente porque ele estaria com interessado em um colega de classe.

O tweet foi escrito em 2011 e a cantora revelou que ele não era “muito chegado na coisa”. Na época, ela ainda disse que Bolsonaro virava a cara para ela, porque devia ter medo de ela revelar seus segredos mais íntimos.

Publicidade

Liderando as pesquisas eleitorais

Foi divulgado pelo Ibope, nesta terça-feira (18), o resultado da última pesquisa de intenção de voto para as eleições presidenciais de 2018. Realizada entre domingo (16) e terça-feira (18) deste mês, a pesquisa mostra que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) está liderando com 28%, seguido por Fernando Haddad (PT) com 19% e Ciro Gomes (PDT) com 11%.

Rachel Sheherazade faz comentário contra Bolsonaro no Twitter após fala de candidato a vice

A jornalista Rachel Sheherazade, do SBT, surpreendeu a todos nesta terça-feira (18), depois de aderir à campanha que várias mulheres estão realizando contra o candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL), usando a hashtag #elenao.

Ela declarou que não apoia Bolsonaro para Presidente da República.

A jornalista Rachel Sheherazade fez essa postagem, logo após o candidato a vice-presidente de Bolsonaro dizer que famílias pobres "onde não há pai e avô, mas sim mãe e avó" são verdadeiras "fábricas de desajustados", e que fornecem mão de obra ao tráfico. Logo após a entrevista, Sheherazade postou no Twitter que cria dois filhos sozinha e que foi criada por sua mãe e avó, e que não era criminosa, mas sim heróica, como todas as mulheres que criam seus filhos sozinhos.

Publicidade

Eduardo Bolsonaro leva susto com homem portando canivete e estilete

Depois de seu pai ter sofrido um atentado à faca, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) levou um grande susto na noite da última segunda-feira (17).

Segundo ele, um homem teria se aproximado para tirar umas fotos quando outras pessoas no local teriam percebido que ele estava portando no bolso um estilete e um canivete. Um de seus seguranças, que é policial e estava à paisana, rapidamente deteve o homem e o levou para fora do local para averiguar melhor a situação.

Segundo o deputado, o homem foi pacificamente e tudo não tinha passado de um mal-entendido.