O humorista Carlinhos Silva, que ficou famoso ao interpretar o personagem Mendigo no programa Pânico na Band, televisionado pela Rede Bandeirantes de TV e encerrado em dezembro de 2017, declarou que não pretende pagar a pensão do filho, Arthur Henrique, de 7 anos de idade.

O humorista alega que a mãe da criança, Aline Hauck, que foi assistente de palco no período em que Carlinhos atuava no Pânico, teria criado muitas dificuldades para que ele pudesse ver o filho.

Em entrevista ao programa Câmera Record, Carlinhos declarou não temer a prisão pelo não pagamento da pensão em aberta ao filho, que é de aproximadamente R$ 400 mil, tanto por não ter condições financeiras no momento como também por não estar disposto a firmar nenhum acordo de parcelamento, uma vez que foi tirado seu pleno direito de estar com seu filho.

Publicidade

“Criança virou um bem, caro. Mesmo se eu tivesse dinheiro, não iria pagar, a não ser que ela pague o tempo que perdi com meu filho”, completou.

Perguntado a Carlinhos sobre as complicações judiciais que causaria a ausência de um acordo amigável, o humorista declarou não ter medo de ir preso, pois cresceu na FEBEM (Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor) e foi um menino que viveu nas ruas com marginais de todas as espécies, e que só entrou em uma delegacia depois de adulto para lavrar um Boletim de Ocorrência contra Aline Hauck para poder ter o direito de ver seu filho Arthur Henrique.

A versão divergente da ex-assistente de palco Aline Hauck

Aline postou em seu perfil do Instagram que não adianta ficar tentando se defender ou justificar nada, e o que será dito é na Justiça. Disse estar cansada de ser julgada em rede nacional e acha isso um golpe sujo. Aline mencionou que tem bons advogados para cuidar desse processo e dela.

Em uma entrevista à revista QUEM, Fabiana Pólito, uma das advogadas que cuida desse caso, garantiu que Aline jamais impediu que Carlinhos visitasse seu filho e que o acesso ao menino sempre esteve disponível para quando ele quisesse vê-lo, e que não é porque o pai não visita o filho que ele se exime das obrigações paternas, como a pensão.

Publicidade

A advogada conclui revelando que o humorista não cumpre os pagamentos de pensão ao filho desde 2014, e que já foram propostas várias oportunidades, sem sucesso, e que não é direito de uma pessoa pública expor uma criança à imprensa, mesmo sendo seu filho.

A assessoria de Carlinhos Silva foi procurada pela QUEM, mas o humorista informou que não vai se pronunciar no momento.