O último final de semana ficou marcado por uma Briga entre o irmão de Bruno Gagliasso e sua cunhada, Giovanna Ewbank. A mulher de Bruno mandou uma mensagem nada carinhosa para seu cunhado, o que fez com que ele colocasse um print da mensagem nas redes sociais, mostrando a atitude da moça. As palavras de Gio atraíram diversos seguidores que dividiram opiniões.

Ao que tudo indica, a briga familiar veio de discussões políticas. Thiago tem apreço pelo candidato à Presidência Jair Bolsonaro, Por outro lado, Gio e Bruno aderiram ao movimento "Ele Não".

Publicidade

O que chamou a atenção, nesta segunda-feira, 22 de outubro, foi uma nova foto que soou como indireta ao casal de globais. Thiago postou uma foto em um palco lotado de pessoas e agradeceu aos empresários que patrocinaram o evento. Com isso, enfatizou que ele não precisou da "tal Lei", em referência à polêmica Lei Rouanet, que captou recursos públicos para bancar shows, teatros e eventos de diversos famosos. Muitos globais foram beneficiados.

Veja abaixo a publicação de Thiago:

Thiago Gagliasso, que também é ator, disse que fez a peça acontecer sem ser necessário utilizar a tal polêmica Lei.

Bruno exclui Thiago das redes sociais

O global não gostou em nada de ver mensagens de sua esposa expostas nas redes para milhões de seguidores. Além do mais, a indireta de Thiago não deve ter soado nada bem. Dessa forma, Bruno resolveu excluir o irmão do Instagram. Gio também excluiu o cunhado.

A briga entre os dois se iniciou quando Gio questionou que Thiago queria ver a "TV morta" e ainda disse que o ator não tinha consideração pelas diversas ajudas do Bruno com sua família.

Alem de expor a mensagem, Thiago também respondeu as acusações.

Publicidade

Em uma delas disse que deveria ser, com grande prazer, que Bruno ajudasse sua própria mãe, que fez tanto para eles.

Até o momento, o casal de globais não se manifestou sobre o caso.

A polêmica Rouanet

A Lei federal que incentiva a Cultura foi alvo de diversas denúncias. Artistas renomados conseguiram valores milionários para realização de shows.

Um dos críticos é Jair Bolsonaro, candidato à presidência. Bolsonaro enfatizou que artistas que já tenham um bom suporte não serão mais prestigiados com a Lei, mas apenas aquelas de início de carreira, que realmente necessitam de um incentivo para subir mais um degrau.

Muitos famosos aderiram ao momento "Ele Não" contra Bolsonaro. A famosa Regina Duarte foi uma das poucas artistas que apoiou Bolsonaro como candidato, indo na direção oposta de diversos famosos.