Tendo se passado alguns meses após o término do programa da televisão Pânico na Band, Carol Dias, ex-Panicat, decidiu que colocaria a boca no trombone sobre alguns Famosos, quando decidiu revelar para todos as degradações que sofreu nos bastidores do programa de humor, isso por muitos anos, segundo ela.

Carol disse em entrevista ao jornalista Gabriel Perline, do Notícias da TV, que foi xingada e classificada como uma mulher gorda nos cinco anos que trabalhou no Pânico.

Assédio Moral vs. Saúde Mental da ex-panicat

Carol disse também que por causa dessa humilhação constante, se encontra atualmente com depressão mais síndrome do pânico, sendo obrigada a ir ao psiquiatra constantemente para poder ser tratada com medicação controlada.

Ainda segundo comentários bombásticos da própria Carol na entrevista, em um dos intervalos do Pânico, uma das diretoras responsáveis, gritou com ela acusando-a de estar com as curvas “fartas”, enfim, dizendo que ela estava acima do peso.

Isso foi no ano de 2016, na frente de todas as colegas de palco, disse Carol, que reconheceu que havia engordado levemente. O que a ex-contratada da Band reclama é que a diretora não teve o bom senso de chamá-la em um canto e dizer com tato para ela se cuidar.

Por sua vez, o apresentador principal do programa, Emílio Surita, segundo Dias, nunca chamou a atenção dela, mas sempre fazia questão de a elogiar.

A moça disse que com tantas ofensas da diretora, reforçando que ela estava gorda e repleta de celulites, isso acabou com a estrutura psicológica dela.

Após esses incidentes, Carol foi obrigada a tratar da saúde mental, indo ao psiquiatra e permanecendo internada por mais de duas semanas. Ao retornar às gravações do Pânico na Band, a profissional foi completamente ignorada e a produção mais uma vez não teve a mínima consideração com ela, explicou a própria Carol.

Um outro diretor do programa, conforme a Panicat, também fazia questão de magoá-la, tratando-a mal e forçando que ela se despisse a contragosto na frente de todos.

Por tudo isso e muito mais, Dantas resolveu que era hora de entrar com o seu pedido de demissão, arrematando que ela simplesmente repudia enormemente até os dias de hoje tal sujeito machista e que não pensa no que vai falar para as outras pessoas.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Fofocas

Acusações de Carol não param

Carol Dantas não parou de fazer revelações comprometedoras, dizendo ainda que foi criado o reality de nome “Largagas e Peladas”, cuja apresentadora era ela; no entanto, quando verificou que as demais panicats eram obrigadas a ficarem totalmente despidas e participarem de joguinhos para serem humilhadas, foi a gota d’água, e ela só conseguiu ficar quatro dias e solicitou o seu desligamento da empresa em setembro de 2017.

Carol frisou que não aceitou que suas amigas fossem tratadas como objetos o que ia contra o coração dela.

Daí, atualmente ela ter optado em trabalhar como coach de autoestima, no sentido de auxiliar a outras mulheres a se sentirem capazes e felizes, totalmente diferente do como ela se sentia no Pânico.

A ex-panicat hoje é master em em PNL (programação neurolinguística), publicando vídeos no Instagram e YouTube em socorro às seguidoras.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo