No ano em que será decidida a maior parte dos cargos políticos do país, algumas atitudes tomadas por personalidades públicas e conhecidas dos brasileiros ganham repercussão e passam a ser amplamente comentadas, elogiadas e, em grande parte das vezes, criticadas .

Tomando partido de alguns políticos e declarando abertamente seu apoio e defesa a determinado candidato, muitos famosos ganham a antipatia ou a admiração do povo.

Conhecido por conta de suas atuações nos anos de 80 e 90, bem como por ter sido acusado e assumir a autoria do assassinato da atriz Daniella Perez em dezembro de 1992, Guilherme de Pádua, que ganhou as manchetes da época do crime, voltou a ser assunto na mídia por conta de suas declarações políticas.

Publicidade
Publicidade

Assassino confesso de Daniella Perez defende candidato à Presidência da República

Considerado por milhões de telespectadores como um dos casos mais tristes, revoltantes e comoventes do país no que diz respeito à vida real do mundo dos famosos, a morte de Daniella Perez, filha da renomada autora Glória Perez, voltou a ser citada e lembrada pelos brasileiros, desde que seu assassino, o ex-ator de novelas Guilherme de Pádua declarou abertamente seu apoio e admiração ao candidato Jair Bolsonaro do PSL (Partido Social Liberal).

Publicidade

Polêmico e alvo de muitas críticas e não aceitação devido ao seu passado criminoso, ele abandou qualquer pretensão de voltar a trabalhar na televisão e se dedicou à vida espiritual. Livre da prisão há quase uma década, em dezembro do último ano, Guilherme de Pádua foi nomeado pastor da Igreja Batista da Lagoinha, na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, onde vive atualmente.

Adepto das redes sociais, Pádua não faz questão de esconder suas preferências como eleitor brasileiro e, sempre que pode, expõe publicamente sua opinião política e social para seus amigos e seguidores que o acompanham no Facebook.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Na tarde deste último domingo (14), o agora pastor evangélico da Igreja Batista, Guilherme de Pádua utilizou seu perfil oficial na rede social para sair em defesa do candidato do PSL à Presidência da República Jair Messias Bolsonaro. Em um trecho de sua declaração na web, o ex-galã de novelas da Rede Globo fez questão de ressaltar sua antipatia e decepção pelas pessoas "estudadas" que acreditam que Bolsonaro, se eleito presidente do Brasil, perseguirá negros e homossexuais, assim como Adolf Hitler fez na Alemanha nazista.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo