No próximo dia 28 de outubro, o Brasil vota para escolher o novo presidente da República. Com a extrema polarização da opinião pública, fruto dos dois projetos opostos dos candidatos Haddad e Bolsonaro, muitos Famosos optaram por não se manifestar. Outros, no entanto, estão na luta e mostram seu apoio aos candidatos de forma pública.

Famosos que apoiam Fernando Haddad

Fernando Haddad recolhe muito apoio junto da classe artística brasileira. As declarações de Bolsonaro dizendo que não deveria haver mais Ministério da Cultura não caíram bem.

Publicidade

José de Abreu, Paulo Betti e Letícia Sabatella são três dos atores que mais têm militado a favor de Haddad. Letícia deixa diariamente frases em sua conta Instagram apelando ao voto no petista como "Menos armas, mais escolas" ou "Eu voto em professor, não em opressor."

Cada artista tem sua forma de fazer campanha. Alessandra Negrini apela ao voto dos não petistas; Fábio Assunção posta vídeos onde é possível ver Bolsonaro dizendo que é favorável à tortura e Débora Falabella, mais ecológica, menciona algumas das propostas do candidato do PSL que vão contra o meio ambiente.

Há ainda casos de atores que preferem deixar opiniões no InstaStories, sendo que estas desaparecem no dia seguinte. Foi o caso de Déborah Secco que dessa forma se viu envolvida numa polêmica com o ex-ator pornográfico e apoiante de Bolsonaro, Alexandre Frota.

Também na música, o petista ganha apoiadores de peso com nomes como Gilberto Gil, Chico Buarque ou Caetano Veloso. Este último, também em sua página Facebook, mostra fotos e vídeos abraçado com a vice de Haddad, Manuela d'Ávila.

Famosos que apoiam Bolsonaro

Do lado do candidato do PSL o maior apoio artístico vem da parte da atriz Regina Duarte, que chegou mesmo a visitar o candidato em sua casa.

Publicidade

Regina foi duramente criticada por colegas de profissão como José de Abreu e Patrícia Pilar que reponde a uma publicação de Regina dizendo que Bolsonaro "não tem o menor conhecimento sobre economia, saúde e educação."

Os cantores Eduardo Costa, Zézé Di Camargo e Gusttavo Lima também afirmaram seu apoio a Jair Bolsonaro, mas as duas celebridades de maior peso que o militar tem do seu lado são mesmo os ex jogadores do Barcelona Rivaldo e Ronaldinho Gaucho. O clube não gostou da posição dos dois ex jogadores e decidiu fazer uma declaração em que afirma não se rever nas escolhas de Rivaldo e Ronaldinho “Nossos valores democráticos não coincidem com as palavras que escutamos desse candidato. De todas as formas, respeitamos a liberdade de expressão, inclusive as palavras de Ronaldinho.”