Por intermédio de suas mídias sociais, o ator Marcelo Serrado, que atuou no filme Polícia Federal - A Lei É para Todos, surpreendeu grande parte de seus seguidores nos últimos dias ao declarar apoio ao petista Fernando Haddad no 2º turno do pleito à Presidência da República do Brasil. Isso porque parte do público esperava uma posição antipetista, dado o seu apoio ao impeachment de Dilma em 2016. Contrapondo-se, o ator alegou sempre ter votado na esquerda, no 1º turno ele apoiou abertamente a candidata da Rede, Marina Silva.

Publicidade

Conhecido por ter interpretado o juiz Sergio Moro nos cinemas, no filme que retrata a megaoperação policial anticorrupção, Marcelo Serrado assegurou seu apoio ao petista, mesmo não sendo publicamente um apoiador do PT (Partido dos Trabalhadores).

Em endosso a um post da atriz Patricia Pillar na mídia social do Instagram que mostra solidariedade aos amigos antipetistas, que supostamente votarão no petista Fernando Haddad, Serrado respondeu positivamente: "Sim! Vamos juntos".

Marcelo Serrado surpreende seguidora: 'Sempre votei na esquerda'

Questionado se era de direita por uma seguidora sua, o ator negou, alegando o contrário, denotando intrinsecamente que prefere o "outro" lado ao invés do "facismo", sugerindo, assim, um rótulo dado a Jair Bolsonaro pela própria esquerda, devido aos posicionamentos firmes e reacionários que mantém.

Nesta terça-feira (15), a reportagem da Folha Press disse ter entrado em contato com a assessoria do ator para saber mais sobre as declarações do mesmo, estranhamente, a equipe do mesmo ressaltou que Marcelo Serrado "não irá falar sobre política".

Contradições: assessoria de Marcelo Serrado nega autoria de imagem e contradiz post de José de Abreu

As estranhezas que circundam Marcelo não param por aí. A Folha também apurou uma imagem que circula pela web na qual é reproduzido um suposto post do ator, no entanto, o mesmo não foi localizado no perfil de Serrado.

Publicidade

No suposto texto da mensagem que circula na internet, o ator diz não ser petista, mas afirma ter certeza que o 'ódio' não o representa, em paralelo, sugeriu que irá de "Hamor".

A tal declaração relacionada acima que circula na internet foi replicada no fim de semana na conta do Twitter de José de Abreu, também ator e afinco apoiador e defensor do Partido dos Trabalhadores, o PT, no entanto a assessoria de Serrado negou que o mesmo tenha postado isso.