Na manhã desta segunda-feira (22), o helicóptero onde se encontravam a dupla de reportagem da Rede Globo de São Paulo, composta pela repórter Veruska Donato e o cinegrafista e fotógrafo aéreo José Afonso, apresentou um problema mecânico, causando um enorme susto em todos que estavam a bordo.

Tudo aconteceu porque a porta do lado esquerdo da aeronave se abriu no momento do voo, acarretando na desestabilização do aparelho por meio de chacoalhos. De acordo com informações repassadas por outros jornalistas da emissora, Veruska foi acometida de uma crise de pânico e José Afonso foi o herói naquela situação complicada.

Publicidade

Como tudo aconteceu

O Globocop teve problemas logo após as 6h, quando sobrevoava a zona Sul da Cidade de São Paulo, ocasião em que Veruska tinha acabado de fazer a sua 1.ª entrada ao vivo no telejornal Bom Dia São Paulo, cujo âncora é Rodrigo Bocardi.

O piloto da aeronave não conseguiu fechar sozinho a porta, pois tinha que controlar a mesma com a outra mão. Veruska, que estava na poltrona traseira, tentou ajudá-lo, mas sem sucesso, e acabou sendo tomada pelo pânico com os balanços do aparelho.

O comandante ainda tentou manter a porta fechada por alguns minutos, se aproveitando que estava preso ao cinto de segurança, e foi nesse momento que aconteceu a intervenção salvadora do fotógrafo aéreo e cinegrafista José Afonso, que saiu de seu assento ao lado do piloto na dianteira, conseguindo finalmente travar a porta.

Mesmo diante de tantas adversidades, os repórteres dentro do Globocop deram prosseguimento em mostrar os problemas no trânsito da metrópole paulistana. Veruska apesar de tudo só aparentou algum nervosismo quando fez a sua penúltima entrada ao vivo, já quase no final do telejornal.

Publicidade

Emissora confirma o acidente

Não é a 1.ª vez que o Globocop teve as portas abertas durante um voo, mas foi a 1.ª vez que jornalistas estavam a bordo quando as portas se abriram com o defeito.

Tanto é, que diferentes departamentos da Globo investiram o tempo na manhã do dia de hoje, tentando descobrir o que tinha acontecido e principalmente, como deveriam atuar para que esse tipo de acidente não venha a ocorrer de novo.

A Rede Globo, por meio de nota oficial divulgada, ratificou o ocorrido dizendo que houve de fato uma falha operacional ao se fechar uma das três travas da porta da aeronave, o que foi rapidamente resolvido pelos tripulantes, com o voo tendo prosseguimento normal até a base de aterrissagem.

Outros acidentes com helicópteros das equipes de reportagem

Em janeiro deste ano, o helicóptero de uma afiliada da Globo na cidade de Recife caiu, causando a morte de três pessoas.

Já no dia seguinte, foi a vez do helicóptero de uma empresa prestadora de serviços à RedeTV! cair no estacionamento sobre os carros dos funcionários, em São Paulo, mas ninguém sofreu ferimentos.