Um dos maiores jornalistas policiais do Brasil morreu aos 78 anos. Gil Gomes, dono do Bordão que também era nome do programa 'Aqui Agora', era uma espécie de ícone do jornalismo policial, além de ser um grande jornalista. Junto com Marcelo Rezende, Gil se tornou um dos maiores apresentadores, quando o assunto eram casos de polícia na TV e ficou notabilizado por sua voz grossa e seu gestual muito conhecido por todos, nos anos 90.

Publicidade
Publicidade

O radialista e jornalista morreu na madrugada desta terça (16), na capital paulista, e já vinha mostrando certa debilidade física e de comunicação. Um dos maiores empresários do Brasil, Sidney Oliveira, chegou a colocar o apresentador como garoto-propaganda de seus produtos, mas, com a dificuldade de comunicação e o agravamento da doença, ele teve que se afastar de vez do trabalho.

O Mal de Parkinson, para quem acompanhou as últimas ações de marketing de Gil Gomes na TV (como no programa de Sônia Abrão), estava em estágio avançado, o que já comprometia os movimentos do radialista.

Publicidade

Para piorar seu estado de saúde, ele ainda enfrentada um câncer de fígado, o mesmo de Marcelo Rezende, seu companheiro e às vezes rival de horário, e o levou à óbito. O mesmo câncer também afeta a cantora Deise do Fat Family, que teve uma melhora recente em seu estado de saúde.

A morte de Gil foi precedida por um mal súbito sentido quando ele estava em casa. Ele foi socorrido por equipe do Samu e levado para o pronto-socorro do Hospital São Paulo. A morte foi confirmada nesta madrugada. Ainda de acordo com a assessoria do centro médico, ele morreu em decorrência de um câncer.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Televisão

'Aqui Agora'

Especialmente, no programa "Aqui Agora" estreou no SBT em 20 de maio de 1991, às 18h30. Nasceu inspirado no argentino "Nuevediario", que chamou a atenção de Silvio Santos, interessado em um telejornal com apelo popular, diferentemente do "TJ Brasil", que era apresentado na época por Boris Casoy. Silvio Santos queria alguém do rádio para ajudar na atração e foi aí que Gil Gomes estourou na TV.

O estilo cheio de drama e suspense para contar as histórias e, principalmente, o bordão que fechava suas matérias, o notabilizou e o tornou uma lenda no jornalismo policial. Muitos dos atuais jornalistas do mesmo gênero, se inspiraram em Gil Gomes. 'Gil Gomes, para o Aqui [pausa], Agora', dizia o jornalista que se foi aos 78 anos.

Mais notícias da TV e Famosos

Na luta contra o câncer, Deise, do Fat Family, tem leve melhora, mas continua na UTI

Criança de 11 anos é abusada dentro de presídio no Ceará

Segundo Sol: sem piedade, Laureta mata Du Love e atira em Ionan

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo