Foram enterrados nesta segunda-feira (22), na cidade de Passos, interior de Minas Gerais, os irmãos Fábio Antônio Tomé e Guilherme Aramis Tomé, que formavam a dupla sertaneja Fábio & Guilherme. Eles morreram após um acidente, na altura da cidade Batatais, no interior de São Paulo.

Ambos foram velados na Funerária São Vicente de Paulo e enterrados no Cemitério Municipal de Passos. O produtor da dupla classificou o ocorrido como uma fatalidade e que eles não tinham o hábito de consumir bebidas alcoólicas.

Publicidade

“Eles eram muito prudentes em relação à velocidade, qualquer tipo de coisa errada”, conta.

Durante toda a manhã, parentes e amigos usaram as redes sociais para postarem mensagens de condolências e prestarem as últimas homenagens. “Eles eram muito novos, a gente não esperava algo do tipo”, comentou uma vizinha da dupla, em entrevista dada ao canal de televisão EPTV.

“Os meninos eram de ouro mesmo e a gente sente muito”, disse o cantor Júlio César, com quem chegou a dividir o palco com a dupla em algumas ocasiões. “Os meninos eram muito gente fina, cantavam demais”, disse Vinícius Lopes, amigo pessoal da dupla e que acompanhou a primeira apresentação deles.

O acidente

O Acidente, que vitimou a dupla, conhecida também como “Os Gordinhos”, aconteceu na tarde do último domingo (21), quando eles seguiam pela Rodovia Altino Arantes, na altura de Batatais, quando, por razões desconhecidas, o Honda Civic em que viajavam perdeu o controle, invadiu a pista contrária e bateu de frente em um caminhão carregado de cana.

O veículo foi arrastado por vários metros, após parar em um matagal, ao lado do acostamento. Os irmãos ficaram presos nas ferragens e morreram no local. O motorista do caminhão envolvido na batida não se feriu e as causas da batida serão apuradas pela Polícia Civil.

Publicidade

A carreira

A dupla Fábio & Guilherme começou a carreira artística em 2009, lançaram um disco e seu hit mais conhecido é “Toalhinha”, que teve milhões visualizações no YouTube. Por conta dos trabalhos, se mudaram com os pais para Ribeirão Preto há quatro anos.

Eles também tinham vários seguidores nas redes sociais. A última feita por eles data o dia 1º de outubro e teve mais de 250 comentários. Muitas deles falam sobre a trajetória dos artistas, que em maio de 2019 completariam dez anos de carreira.

O espaço também foi usado para notas de condolências. “Que Deus receba vocês e conforte o coração dos familiares”.