Após polêmica com Fernanda Lima, Eduardo Costa [VIDEO] pediu desculpas pelas ofensas ditas nas redes sociais contra a apresentadora. Em uma entrevista para Neide Oliveira, do Programa Bastidores, da Rádio Gazeta FM e CBTV Internacional, o cantor falou sobre o caso e anunciou ser fã do trabalho da contratada da Rede Globo.

'Me perdoa se eu fui um cara estúpido', lamentou Eduardo Costa

Eduardo Costa foi entrevistado por Neide Oliveira em uma live da Rádio Gazeta, nesta quarta-feira (14), e além de falar sobre seu trabalho na música, acabou comentando a polêmica que se envolveu após ofender Fernanda Lima nas Redes Sociais.

Publicidade

Questionado sobre o episódio, o cantor pediu desculpas à apresentadora da Rede Globo e afirmou ter se expressado mal.

Eduardo deixou claro que não se arrepende do que foi dito, mas da forma em que as palavras foram colocadas: "Eu poderia ter sido mais educado", desabafou. O cantor incluiu a família de Fernanda e os amigos em seu pedido de desculpas e afirmou que não é uma pessoa que costuma fazer besteiras apesar de falar besteiras.

Mostrando arrependimento, o cantor sertanejo deixou claro que é um homem preparado para pedir perdão e que sabe se desculpar quando tem ciência de que cometeu um erro: "Me perdoa se eu fui um cara estúpido naquela hora, não foi minha intenção, no calor da emoção a gente fala coisas que a gente não pensa", finalizou o artista que ainda disse ser fã do trabalho de Fernanda Lima.

Veja a entrevista completa:

Entenda a polêmica

Eduardo Costa acabou se envolvendo em polêmica na última quinta-feira (8) quando resolveu comentar um vídeo que circulava na internet com uma edição do programa Amor & Sexo, da Rede Globo, no qual Fernanda Lima teria feito um discurso feminista. O cantor entendeu as palavras da apresentadora como uma indireta para o governo de Jair Bolsonaro e saiu em defesa do presidente eleito ofendendo a apresentadora.

O cantor chegou a xingar Fernanda Lima em sua publicação e afirmou que sua mamata acabaria quando a corda arrebentasse para o lado mais fraco que seria o dela.

Publicidade

Eduardo citou os quase 60 milhões de votos de Bolsonaro, disse que o presidente não estaria sozinho e que o Brasil sabotaria a apresentadora da Rede Globo, incluindo ainda o futuro Ministro da Justiça Sergio Moro.

Entre as ofensas contra Fernanda Lima, Eduardo Costa questionou se a apresentadora só faria programas para maconheiros, bandidos, esquerdistas e derrotados, gerando grande polêmica nas redes sociais entre os internautas que se dividiram contra e a favor de sua declaração.