Lília Araújo, ex-namorada de Eduardo Costa, está na Justiça tentando conseguir um reajuste para a pensão da filha com o cantor. Ela contou que está revoltada com as declarações que foram dadas pelo cantor durante entrevista ao canal de Antônia Fontenelle no YouTube.

Eduardo Costa afirmou que não existe a menor possibilidade de entrar em acordo com a ex sobre a pensão de sua filha, e não parou por aí, ainda fez críticas às acusações realizadas no SuperPop, programa da RedeTV.

O cantor disse que não há como fazer acordo com alguém que está "tentando medir força" com ele e que deveria ser tratado com amor, carinho, sendo que a obrigação com a filha irá cumprir até o fim da sua vida, porém, não irá ajudar quem está interessado apenas em seu dinheiro. Costa ainda cutucou a ex, afirmando que sobre ela só tem a falar da "relação demoníaca" que ficou entre eles.

Publicidade

A ex rebateu o cantor

Lília não gostou nem um pouco das declarações feitas pelo ex-namorado e rebateu as críticas através de um comunicado que foi divulgado nas redes sociais.

Nesta terça-feira (20), Lília Araújo divulgou um comunicado dizendo que Eduardo Costa foi longe demais e que sempre procurou ensinar a filha a tomar bênção do cantor e a chamá-lo de pai, enquanto ele nunca quis saber de educá-la e muito menos ensinar bons modos à menina.

Aproveitando o desabafo, Lília contou que o cantor chegou a contratar um detetive para segui-la e que ele agora fica falando que ela tem "sentimento demoníaco" e "mania de perseguição", mas se esqueceu de quando contratou um profissional para ficar atrás dela o tempo todo e tentar descobrir como era gasto o dinheiro da pensão.

Quer dar vida digna à filha

Para Lília, agora não há mais com o que se preocupar porque é o Poder Judiciário que fará o julgamento, pois tudo que deseja é poder dar uma vida digna para a filha, garantir que ela receba o que lhe é de direito e completou: "Se você tem condições de dar uma vida digna a ela, você dará".

A ex de Eduardo Costa afirmou que não abrirá mão de seus direitos e brigará na Justiça para que sua filha tenha acesso ao que lhe pertence realmente.

Segundo Lília, por falta de pagamento, ela e a filha tiveram que sair do apartamento onde viviam por não ter como pagar todas as despesas do imóvel, entre elas o IPTU e o condomínio, sem contar o aluguel, que era de R$ 2,5 mil.

Publicidade

Veja também

Maisa posta foto na praia, é assediada e chamada de gorda

Atriz Cristiane Machado filma momento em que é agredida pelo marido e denuncia à polícia