A repórter esportiva Fabíola Andrade tornou-se um dos assuntos mais comentados nesta segunda-feira (19) depois que as imagens do último sábado (17), quando ela fazia a cobertura do confronto entre Corinthians e Vasco pelo Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians, em São Paulo, passaram a circular nas redes sociais.

O jogo foi vencido pelo Corinthians por 1 a 0 e foi marcado por confusão no final da partida.

Publicidade
Publicidade

O lateral direito do Timão, Fagner, que já jogou no Vasco, se envolveu em uma confusão com jogadores da equipe carioca.

Fabíola estava posicionada à beira do campo, entre os dois bancos de reservas, como sempre costuma fazer. Quando a confusão chegou próximo à linha lateral, ela se aproximou e foi tocada duas vezes por um homem com colete de imprensa.

Em dois momentos, ele faz gestos que parecem ser de toque nas nádegas de Fabíola Andrade.

Publicidade

Diante da repercussão do caso, a jornalista comentou nas redes sociais para um seguidor que estava arrasada com a situação.

Na tarde desta segunda, ela voltou ao Instagram com uma nota de esclarecimento sobre o caso. Durante o jogo, focada no trabalho, Fabíola nem percebeu o que aconteceu.

Nota de esclarecimento

Nesta segunda, a Rede Globo afirmou que investigaria o caso para saber exatamente o que aconteceu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Futebol

Mas nem vai precisar mais. Fabíola postou sua opinião no Instagram.

Fabíola Andrade afirmou que viu o vídeo por outros ângulos e conversou com o colega que trabalha ao seu lado há cinco anos. A repórter afirmou que o profissional a procurou várias vezes durante o dia para esclarecer a situação.

A repórter afirmou que para ela não aconteceu assédio ou abuso. Ela explicou ainda que o profissional estava manuseando o cabo de áudio que fica preso à roupa da repórter durante a transmissão.

Fabíola agradeceu às mensagens que recebeu de amigos, seguidores, clubes, como o Corinthians, que emitiu nota pela manhã condenando o ato, telespectadores e também movimentos que lutam pela igualdade.

A repórter termina seu texto dizendo que o episódio mostra que a luta pela igualdade está cada dia mais forte. Episódios de assédio não são mais tolerados pela sociedade.

Muitos seguidores comentaram o caso.

Publicidade

Alguns cobraram daqueles que afirmaram que a repórter havia sido vítima de assédio que pedissem desculpas ao profissional da Globo, que poderia ter sido demitido após a onda de críticas que passou a receber nas redes sociais com a divulgação do vídeo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo