Terminou nesta última sexta-feira, (9), a polêmica novela Segundo Sol, trama exibida às 21h pela Rede Globo de Televisão. Escrita por João Emanuel Carneiro e dirigida por Dennis Carvalho, o folhetim tocou em temas sensíveis, como a questão de incesto, maus-tratos a animais e uma grávida consumindo bebida alcóolica.

Incesto entre tio e sobrinha

Karola (Deborah Secco), viveu um romance com Remy (Vladimir Brichta), e os dois se relacionaram intimamente durante boa parte da novela com cenas, inclusive, muito quentes na cama. No entanto, mais adiante, revelou-se que o homem, na verdade, é tio da personagem. Apesar disso, a direção da novela levou o tema naturalmente, apesar do incesto. Isso fez com que o folhetim virasse assunto nacional na mídia e nas redes sociais.

Internautas se manifestaram nas redes sociais:

Grávida bêbada

Em uma sequência, Rosa (Letícia Colin), surge tomando várias doses de bebida alcóolica em um bar enquanto estava grávida. A Sociedade Brasileira de Pediatria, no entanto, fez encaminhamento de ofício para a Globo e disse que, apesar de ser ficção, tal ato pode confundir as mulheres grávidas e fazer estímulo ao consumo de bebida alcóolica. “Isso pode trazer graves consequências para os fetos e/ou recém-nascidos”, dizia o texto.

Bahia sem negros

Sabe-se que o Estado da Bahia, atualmente, comporta mais de 70% de sua população de pessoas negras ou pardas. Apesar disso, capítulos da novela, em boa parte do folhetim, não mostrou um negro, mas sim, somente pessoas brancas. Isso causou críticas nas redes sociais o que fez com que, aos poucos, atores negros começassem a surgir no folhetim.

Novela assimila prostituição a relações públicas

Na primeira parte da novela, Ícaro (Chay Suede), disse para a irmã, Manu (Luisa Arraes), que virou um profissional de relações públicas. Mas, na verdade, na ocasião ele começou a se prostituir. O Conselho Federal de Profissionais de Relações Públicas, o Conferp, não gostou e soltou nota pública contra isso: “A obra tem um impacto na formação da opinião pública”, disse o Conselho.

Galinha maltratada

Em determinado capítulo, Laureta, vilã interpretada por Adriana Esteves, ficou incomodada com ao ver uma galinha em cima da mesa. Ela pegou o animal e jogou longe. Em outro momento, a vilã também dá tapa na galinha. O Fundador do Vista-se, que trata sobre veganismo, Fabio Chaves, soltou nota contrária a isso: “Fiquei abismado. Como que a rede Globo deixa isso ir ao ar assim?”, disse.

Apesar das polêmicas e das várias críticas que ‘Segundo Sol’ recebeu da mídia e da população em geral, o folhetim ficou disparado na primeira colocação do IBOPE e, somente em São Paulo, conseguiu chegar aos 35 pontos na audiência.



Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo