O concurso Miss Bumbum 2018, que foi realizado nesta segunda-feira (05), foi palco de barraco entre duas participantes. Uma delas chegou a alegar que existe fraude na cerimônia e que não concordava com o resultado. O organizador tentou acalmar a situação.

Ellen Santana, que representava o Estado de Rondônia, foi a vencedora do concurso, sendo eleita a Miss Bumbum de 2018. Entretanto, sua colega de passarela Aline Uva, que estava representando o Estado do Rio Grande do Sul, ficou revoltada com o resultado, arrancou a faixa da vencedora e acabou desabafando sobre detalhes do evento.

Publicidade

Aos gritos e descontrolada, Aline disse que sua adversária venceu o concurso com um bumbum de plástico. Segundo ela, a representante de Rondônia não cumpriu as regras estabelecidas e não deveria ser a vencedora. Ela disse que esse concurso é uma farsa e nesta noite pôde provar isso.

Para amenizar as coisas, o organizador, Cacau Oliver, negou que exista qualquer tipo de armação na cerimônia e afirmou que esses atritos acontecem. No entanto, ele disse que esse tipo de confusão é ruim para elas e até para a organização do espetáculo.

Oliver pediu para que ela entregasse a faixa à campeã, pois não seria correto o que estava fazendo.

Passado alguns minutos, a representante do Rio Grande do Sul entregou a faixa e foi hostilizada pelos apoiadores de Ellen. A torcida começou a dizer algumas frases como: "Aceita que dói menos".

Evento

O evento deste ano contou com a participação de 15 candidatas. Tinha desde transexual a policial militar. O requisito para participar da disputa é ter entre 100 e 125 centímetros de quadril. O prêmio para a vencedora é a assinatura de contratos publicitários que valem aproximadamente R$ 50 mil.

Publicidade

No ano de 2016, a vencedora da competição foi Érika Canela, a primeira candidata negra a vencer um concurso deste tipo. Em 2017, o prêmio ficou com Rosie Oliveira.

Disputa apertada

Esse ano a disputa foi bem acirrada entre as candidatas. A modelo trans Paula Oliveira ficou em terceiro lugar na competição e afirmou que, para ela, foi uma grande vitória ter chegado tão longe e representar a comunidade LGBT para o mundo inteiro.

A representante do Distrito Federal, Flavia Tamaio, acabou conquistando o segundo lugar.

O concurso sempre revelou várias celebridades, como por exemplo: Andressa Urach e Lorena Bueri, que participaram do programa A Fazenda, e Érika Canela, que tatuou uma imagem de Donald Trump nas costas.