Super Drags estreou na Netflix no último dia 9 de novembro e dividiu a opinião dos usuários da plataforma. Mesmo com classificação para adultos, muitos assinantes julgaram o conteúdo inapropriado e diversas fake news surgiram na rede alegando que a animação pretendia incentivar a homossexualidade em crianças. A repercussão foi tanta que a Sociedade Brasileira de Pediatria chegou a emitir um comunicado pedindo o final da série devido aos inúmeros boatos. Entre tantas polêmicas, o ilustrador Wil Vasque ainda chegou a processar a empresa de streaming sob acusação de plágio. Em nota ao E+, a Netflix confirmou o cancelamento e explicou o motivo para a série chegar ao fim.

Super Drags cancelada

Super Drags é a primeira animação original da Netflix produzida no Brasil. O enredo conta a história de três rapazes que durante o dia trabalham em uma loja de departamento e à noite se transformam em heroínas drag queens. Com tema central, está a luta das drags contra o crime e os vilões da história: uma drag malvada e um político conservador.

Criada por brasileiros, a animação teve seu fim confirmado pela Netflix no último sábado (22), em um comunicado enviado ao E+, do site Estadão. Na declaração, a plataforma explicou os motivos pelo qual Super Drags não terá uma segunda temporada.

Em nota, a Netflix contou que a série não teve a audiência que esperavam e por isso não teria uma continuidade. Mesmo com a animação em baixa no site, a plataforma falou do orgulho que sente pela produção e fez agradecimentos: 'Somos muito gratos aos nossos parceiros da Combo Estúdio, aos talentos e aos fãs que apoiaram a série'.

Mesmo sem uma segunda temporada, a série com a saga das drag queens continuará com seus primeiros episódios disponíveis aos assinante durante os próximos anos, conforme divulgou a Netflix.

Acusação de plágio

Wil Vasque, animador, está acusando a Netflix de plagiar o seu projeto Drag Dragons em sua série Super Drags. Segundo Wil, a animação da plataforma copia a história de sua obra, que teria sido criada em 2010. O animador contou ao E+ que entrou com um processo contra a empresa de streaming exigindo uma indenização, e que a princípio a Netflix teria contestado e o chamado de 'lunático'. Wil Vasques aguarda a audiência sobre a acusação.

Sobre o cancelamento da série Super Drags, Wil declarou: "Eu estou me sentindo já vitorioso de certa forma, porque o fato de tirar [não ter continuidade da série] já é uma presunção de culpa".