Jair Bolsonaro assume oficialmente a Presidência da República nesta terça-feira (1º) e toda a equipe que tomará posse junto com o presidente eleito está praticamente montada. O governo Bolsonaro terá 22 ministérios e os ministros estão terminando de montar suas equipes para o período de quatro anos em que o ex-deputado federal presidirá o Brasil.

Uma das novidades de última hora da equipe de Governo é a jornalista Izabella Camargo, ex-Rede Globo.

Publicidade
Publicidade

A jornalista será nomeada na quarta-feira (2) e vai integrar a equipe do astronauta Marcos Pontes, que assumiu a pasta da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC)

Izabella Camargo vai trabalhar como porta-voz deste ministério e contará a seu favor com a longa experiência adquirida nos tempos de Band, SBT e Rede Globo, onde ficou por seis anos e chegou a apresentar alguns telejornais da casa.

O governo Bolsonaro tem uma relação um tanto quanto polêmica com a emissora da família Marinho.

Durante a corrida presidencial, o então candidato causou polêmica em participações no “Jornal Nacional”. Ele também ficou ausente dos debates promovidos pela emissora. No primeiro turno, por conta da recuperação das cirurgias após atentado a faca. No segundo, por opção.

Além de Izabella Camargo, há a expectativa, mas nada confirmado até o momento, de que o veterano Alexandre Garcia também participe do novo governo. O jornalista deixou a Globo na última semana depois de mais de 30 anos de serviços prestados.

Publicidade

Demissão polêmica de Izabella Camargo

O ano de 2018 não foi fácil para a jornalista. Com participações no “Hora 1”, telejornal das madrugadas da Globo apresentado por Monalisa Perrone, Izabella foi diagnosticada com síndrome de burnout.

Este transtorno é caracterizado pelo estresse elevado relacionado ao trabalho. À época, foi noticiado que Izabella teria tido uma crise de choro durante o período em que trabalhava.

Devido ao problema de saúde, ela foi afastada do trabalho por um período.

Quando voltou, o surpreendente aconteceu: Izabella Camargo foi demitida pela Rede Globo. A demissão foi bastante criticada por a profissional voltava do período de recuperação por causa de um problema grave de saúde.

Agora, em 2019, Izabella estará longe dos holofotes da TV, mas continuar aparecendo na mídia. O porta-voz é quem mantém uma relação direta com a imprensa. O ministério de Ciência e Tecnologia promete bastante trabalho nos quatro anos de governo Bolsonaro.

Publicidade

Leia tudo