A atriz global, Bruna Marquezine usou as redes sociais para questionar o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), sobre as investigações em torno do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabricio Queiroz. Marquezine publicou em seu Stories (recurso do Instagram no qual as publicações desaparecem em 24 horas) a seguinte frase, “Presidente Bolsonaro: explique para todos sobre as finanças da família”.

Ela também fez outras duas publicações em seu Stories, uma delas diz que o Governo liberou agrotóxico altamente perigoso e a segunda foi sobre o erro de Bolsonaro ao citar dados do meio ambiente e governo em Davos, a Suíça.

Publicidade
Publicidade

Logo em seguida, a atriz começou a sofrer ataques dos apoiadores de Bolsonaro por meios de comentários em seu perfil nas redes sociais. Uma seguidora chamou Marquezine “hipócrita” e pediu para que não apagasse os comentários. A internauta mandou que a atriz cuidasse da própria vida e perguntou para Marquezine onde ela estava durante o governo do PT, que, segundo a internauta, só roubou.

Outra seguidora também detonou a atriz global e disse que estava muito triste por ver o posicionamento de Marquezine.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

A internauta disse também que ela poderia ir para Cuba ou Venezuela e pediu que Bruna se explicasse sobre os gastos com o dinheiro usado pela Lei Rouanet.

Outra seguidora pediu para que a atriz lavasse a boca para falar de Jair Bolsonaro e que iria parar de seguir Marquezine nas redes sociais, pois aproveitaria mais seu tempo.

Outros internautas e seguidores fizeram comentários apoiando a atriz. Umas de suas seguidoras disse que estava horrorizada com os comentários contra Marquezine e disse que tinha vergonha de pessoas assim que proliferam o ódio e que as pessoas estavam precisando de mais amor.

Publicidade

Bruna Marquezine aderiu a campanha 'Ele Não'

Durante as eleições 2018, Bruna Marquezine também aderiu à campanha “Ele Não” contra o Bolsonaro. Nas redes sociais, a atriz postou fotos pedindo “Ele Não”. Ao aderir à campanha, a atriz afirmou que não concordava com algumas declarações que, segundo ela, foram feitas pelo atual presidente.

A atriz afirmou durante sua manifestação que não concordava com a afirmação de que mulher deveria ganhar menos ou que mulher é inferior ao homem, pois, segundo ela, há muitas mulheres que assumem em seus lares a função de pai, pois às vezes não há pai para assumir seus filhos e responsabilidades.

Ela havia feito essa declaração em suas redes sociais e desativou a opção de comentários para não receber ataques.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo