A atriz global, Bruna Marquezine usou as redes sociais para questionar o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), sobre as investigações em torno do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabricio Queiroz. Marquezine publicou em seu Stories (recurso do Instagram no qual as publicações desaparecem em 24 horas) a seguinte frase, “Presidente Bolsonaro: explique para todos sobre as finanças da família”.

Ela também fez outras duas publicações em seu Stories, uma delas diz que o Governo liberou agrotóxico altamente perigoso e a segunda foi sobre o erro de Bolsonaro ao citar dados do meio ambiente e governo em Davos, a Suíça.

Publicidade

Logo em seguida, a atriz começou a sofrer ataques dos apoiadores de Bolsonaro por meios de comentários em seu perfil nas redes sociais. Uma seguidora chamou Marquezine “hipócrita” e pediu para que não apagasse os comentários. A internauta mandou que a atriz cuidasse da própria vida e perguntou para Marquezine onde ela estava durante o governo do PT, que, segundo a internauta, só roubou.

Outra seguidora também detonou a atriz global e disse que estava muito triste por ver o posicionamento de Marquezine.

A internauta disse também que ela poderia ir para Cuba ou Venezuela e pediu que Bruna se explicasse sobre os gastos com o dinheiro usado pela Lei Rouanet.

Outra seguidora pediu para que a atriz lavasse a boca para falar de Jair Bolsonaro e que iria parar de seguir Marquezine nas redes sociais, pois aproveitaria mais seu tempo.

Outros internautas e seguidores fizeram comentários apoiando a atriz. Umas de suas seguidoras disse que estava horrorizada com os comentários contra Marquezine e disse que tinha vergonha de pessoas assim que proliferam o ódio e que as pessoas estavam precisando de mais amor.

Publicidade

Bruna Marquezine aderiu a campanha 'Ele Não'

Durante as eleições 2018, Bruna Marquezine também aderiu à campanha “Ele Não” contra o Bolsonaro. Nas redes sociais, a atriz postou fotos pedindo “Ele Não”. Ao aderir à campanha, a atriz afirmou que não concordava com algumas declarações que, segundo ela, foram feitas pelo atual presidente.

A atriz afirmou durante sua manifestação que não concordava com a afirmação de que mulher deveria ganhar menos ou que mulher é inferior ao homem, pois, segundo ela, há muitas mulheres que assumem em seus lares a função de pai, pois às vezes não há pai para assumir seus filhos e responsabilidades.

Ela havia feito essa declaração em suas redes sociais e desativou a opção de comentários para não receber ataques.