O "Big Brother Brasil 19" começa oficialmente na próxima terça-feira (15), mas o anúncio dos participantes, feito na quarta-feira (9), está causando muitas polêmicas nas redes sociais devido ao passado dos brothers, que tem sido vasculhado de ponta a ponta.

O biólogo acreano Vanderson Brito, de 35 anos, é um que está apanhando bastante nas redes sociais. O motivo é simples: ele está sendo acusado pela ex-namorada de agressão.

A ex, chamada Maíra Menezes, postou um texto desabafo em sua conta no Facebook.

No texto, ela fala sobre as supostas agressões que sofreu e como reagiu ao receber diversas mensagens de pessoas que diziam que Vanderson havia sido selecionado para participar do "BBB 19". Ela afirma que o relacionamento que viveu com Vanderson foi abusivo.

De acordo com o site Notícias da TV, do portal UOL, a Rede Globo não descarta expulsar o brother do reality show antes mesmo de o início da atração.

A emissora alega estar averiguando o caso para saber se Vanderson merece ou não ser expulso.

Além da denúncia da ex, o participante também é alvo de outros comentários. Na postagem de Maíra, um internauta chamado William Albarello apresentou mais acusações contra Vanderson. Segundo o rapaz, que se identificou como aluno de Vanderson no ensino médio, o professor teria dado em cima de sua namorada. A jovem tinha apenas 16 anos na época.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
BBB Big Brother Brasil Televisão

William afirma que reencontrou Vanderson recentemente e garante que ele "continuava a mesma pessoa. Só que pior".

Uma outra internauta, identificada como Amanda, também fez acusações contra o participante do "BBB 19". Segundo ela, quando tinha 16 anos, Vanderson a procurava com o que ela classifica de "papo estranho pro meu lado". Na época, Amanda namorava um aluno de Vanderson e o professor tinha relacionamento com uma aluna.

BBB estreia na próxima semana

Denúncias como essa demandam tempo de apuração. Maíra alega que não registrou boletim de ocorrência na época porque tinha 18 anos, não sabia o que era feminismo e tinha acabado de ser agredida pelo cara que amava. Ela foi questionada porque somente agora decidiu falar sobre a violência sofrida.

Sem denúncia, não há crime e aí a Globo não tomaria nenhuma medida radical em relação ao caso.

Todos os 18 participantes estão em hotéis e devem ser confinados na casa mais vigiada do Brasil na manhã da terça-feira, data em que o programa estreia com apresentação de Tiago Leifert.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo