Há uma semana, o programa Tá No Ar, da Rede Globo, exibiu uma paródia com os personagens de Chaves para satirizar Jair Bolsonaro e gerou polêmica nas redes sociais. Diante de tamanha repercussão do assunto na web, o Grupo Chespirito, detentor dos direitos do seriado ao lado da rede mexicana Televisa, publicou um comunicado no Instagram, onde se mostrou totalmente avesso ao propósito do programa em usar os personagens da famosa vila para tratar de opiniões políticas.

Publicidade
Publicidade

'O Grupo Chespirito não aprova', anunciou o comunicado

No dia 15 de janeiro, a Globo exibiu mais uma edição do Tá No Ar e trouxe a paródia do Chaves, Vila Militar, onde ironizou Jair Bolsonaro. No humorístico, Marcelo Adnet surgiu na pele do presidente, usando uniforme militar e dando ordens aos personagens da vila: "É isso daí! Eu sou o novo dono dessa vila, Jair. Depois de anos de incompetência e má administração, eu vim resolver essa 'cuestão'", dizia uma das falas do humorista.

Publicidade

A sátira repercutiu na web e se tornou um dos assuntos mais comentado do Twitter na ocasião. E não foi apenas os internautas que resolveram expor a opinião sobre a sátira política reproduzida pela Rede Globo. O Grupo Chespirito veio a público para afirmar que desaprova e não compartilha da ideias e pensamentos apresentados no esquete do programa. Ao citar o Tá No Ar, os detentores dos direitos do Chaves afirmaram: "respeitamos as correntes de pensamento e a liberdade de expressão, no entanto não nos associamos a qualquer opinião e conceito geral e político expressado pelos atores".

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Televisão

Para finalizar o comunicado, o Grupo Chespirito agradeceu o público brasileiro pelo carinho com os personagens de Roberto Gómez Bolaños, que sempre fizeram sucesso no Brasil.

Rede Globo também satirizou Flávio Bolsonaro

Dias após fazer uma paródia com a turma do Chaves e Jair Bolsonaro, a Rede Globo exibiu no Fantástico, do último dia 20 de janeiro, uma sátira contra Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República. Com a exibição de um novo quadro, Isso a Globo Não Mostra, o dominical fez piada com polêmica envolvendo o senador eleito e seu ex-assessor Queiroz.

Mostrando alguns flashes de programas da casa, a Rede Globo apresentou por diversas vezes a frase "mudando de assunto", acompanhada de "foro privilegiado", após uma jornalista da emissora anunciar que Flávio Bolsonaro havia feito uso de seu privilégio político.

Indo além na brincadeira, o Fantástico ainda exibiu uma reportagem onde falava sobre uma plantação de laranja e voltou a fazer piada com o filho de Jair Bolsonaro, o que acabou dividindo a opinião do público através das redes sociais.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo