A jornalista e escritora Rosana Hermann utilizou as redes sociais para expôr uma lado cruel e desconhecido do apresentador e estilista Clodovil, que faleceu em 2009, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC), aos 71 anos de idade.

Rosana, que já trabalhou com o apresentador quando ele tinha o programa na Band, disse que Clodovil tratava muito mal as pessoas. Segundo ela, ele não respeitava os funcionários e vivia gritando com todos, achando-se superior. A jornalista disse ainda que muitos da produção choravam com o tratamento dado por Clodovil.

Publicidade

Ela relata ainda que certa vez Clodovil queria a presença de Maria Bethania em seu programa, no entanto, a cantora se recusou a ir. Para que ele não ficasse magoado, a produção evitava falar isso a ele. Clodovil teria então chamado todos de incompetentes e dito que a produção deveria mandar flores para a cantora todos os dias.

Rosana afirmou que muitas coisas eram ignoradas por todos para que o clima não ficasse ainda mais pesado. Contudo, ela revelou algo que marcou muito em sua vida.

Assédio

De acordo com Rosana, Clodovil começou a se interessar por um câmera.

O rapaz era casado e tinha três filhos. O estilista vivia "cantando" o rapaz no estúdio. No entanto, o profissional ficava na dele e ignorava as investidas de Clodovil. O assédio foi aumentando e chegando a pontos insuportáveis. Foi ai que o câmera disse um "não" para o apresentador.

Como uma forma de punição, Clodovil teria exigido que o rapaz fosse demitido.

Segundo Rosana, o programa de Clodovil estreou com alta audiência na Band. Na estreia, estava a cantora Cláudia num vestido em que ele próprio fez para ela.

Publicidade

Era puro luxo. No entanto, com o passar dos programas, a audiência foi caindo. Rosana acredita que isso aconteceu em decorrência dele ser cruel, principalmente com as pessoas mais simples.

Mídia

Rosana Hermann também postou no Twitter um caso extremo que envolvia Clodovil. Ele foi processado por um funcionário e, em decorrência dos direitos trabalhistas, o estilista teve que vender um ateliê para pagar esse funcionário que já estava há 30 anos com ele.

Segundo ela, a mídia trouxe às pessoas a imagem de um apresentador talentoso e divertido.

Entretanto, segundo seus dizeres, ele era uma das pessoas mais cruéis que já se teve contato na vida.

Confira a thread de tweets da jornalista no twitter, com o desabafo completo podendo ser acessado no site da rede social: