Apresentadora do "Fofocalizando" e figura carimbada no "Jogo dos Pontinhos", no SBT, Livia Andrade não foge de uma polêmica e sempre usa as redes sociais para dar opinião sobre temas polêmicos. A última dela foi em resposta à declaração da ministra Damares Alves.

Responsável pela pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares afirmou, em vídeo gravado na quarta-feira (2), que meninos vestem azul e meninas vestem rosa. A declaração não agradou muita gente e a ministra passou a receber diversas críticas nas redes sociais.

Publicidade

Livia Andrade postou uma foto como veio ao mundo em seu Instagram. Suas partes íntimas estão estrategicamente protegidas pelas pernas, pés e joelhos. O Instagram não permite os chamados nudes. Na legenda, a artista afirmou que veste rosa, veste azul e, se quiser, não veste nada. Ela assim o fez.

A imagem foi compartilhada na quinta-feira (3). Até o momento, são quase 500 mil likes e mais de nove mil comentários. Livia foi elogiada por alguns internautas, mas também houve quem criticasse dizendo que ela não entendeu que a ministra falou.

Famosos criticam Damares

Livia Andrade não foi a única famosa a se manifestar contra Damares Alves nas redes sociais. Os apresentadores Luciano Huck e Angélica postaram fotos vestindo rosa e azul, respectivamente, criticando a ministra. Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, postou foto dos filhos do casal em que o menino aparece de azul e a menina de rosa.

Bruno Gagliasso também se envolveu na polêmica, ao postar uma foto com uma suposta camisa rosa e ser acusado de editar a imagem.

Publicidade

A camisa, na verdade, era cinza. Logo depois, o ator da Globo postou outra foto em que aparece vestindo uma blusa verdadeiramente rosa.

Alguns outros artistas criticaram a fala de Damares. Caso da atriz e apresentadora Maisa Silva. Ela também acabou gerando polêmica, após divulgarem um vídeo dela criança, apresentando o “Bom Dia & Cia” e ironizando um garoto que entrou no ar ao vivo e escolheu um balão da cor rosa.

Damares explica declaração

A ministra Damares Alves explicou a declaração sobre as cores de roupas para meninos e meninas.

Ela afirmou que foi uma metáfora crítica à chamada ideologia de gênero. A ministra explicou também que cada um veste a cor que quiser. Damares tomou posse do cargo como ministra na última quarta. Advogada e pastora evangélica, ela se declara pró-vida e contra a ideologia de gênero.