"Boy Erased", filme baseado em fatos reais, acompanha a história do jovem Jared (Lucas Hedges), filho de pastores religiosos (Nicole Kidman e Russel Crowe), que se revela homossexual ao longo da trama. O personagem é forçado a passar por um tratamento que busca a "cura gay". O filme tem ainda no elenco Troye Sivan, cantor conhecido pelos sucessos como "Dance to This" e "My My My!".

A polêmica se iniciou quando por um tuíte a Universal Studios, respondendo a um usuário, afirmou que o longa metragem não seria mais exibido nos cinemas Brasil.

Pouco depois, o próprio autor do livro fez um tuíte onde falava a respeito da possível censura, acompanhado de Kevin McHale, que falou sobre o caso utilizando os stories do Instagram, dizendo, em livre tradução,"Queridos brasileiros, Boy Erased acabou de ser banido no Brasil. Seu presidente está censurando conteúdo LGBT+", terminou ainda a declaração dizendo: "Eu amo o Brasil, e lutarei com vocês".

A Universal Pictures Brasil, no entanto, declarou ao B9 que o cancelamento foi única e exclusivamente comercial já que, de acordo com seus cálculos, o preço de campanha de divulgação não supriria o que seria arrecadado com o filme. Toda a polêmica acabou indo parar nos moments do Twitter.

Alguns usuários se mostraram indignados, posto que somente o trailer oficial possuía quase oito milhões de visualizações no YouTube (na página da Focus Features).

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Cinema

Para muitos, a história polêmica, envolvendo homossexualidade atrelada a religião foi o motivo do cancelamento do filme. Isso, no entanto,não se pode considerar mais que como especulações feitas por usuários no twitter. Outro motivo levantado por eles seria que, mesmo que não vetado, devido ao momento que vivido no Brasil, o estúdio não viu aqui um mercado promissor.

O filme ainda fracassou nas indicações ao Oscar, ato que impulsionaria e divulgaria o longa metragem.

Presidente Jair Bolsonaro se pronuncia sobre a polêmica

Na tarde do dia 3 de fevereiro. o Presidente da República Jair Messias Bolsonaro se pronunciou via Twitter sobre o caso, afirmando "ter mais do que fazer", referindo-se sobre a possibilidade de ter censurado o filme no Brasil.

O estúdio afirmou que o filme ainda será lançado, mas agora em DVD e Blu-ray, fato que decepcionou alguns espectadores, mas alegrou a outros que viram ali, uma possibilidade de assistir ao longa.

Para os que preferirem, o livro "Boy Erased: Uma Verdade Anulada", no qual o filme é baseado está disponível nas mais diversas lojas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo