A Netflix confirmou na madrugada de hoje (14) que a segunda temporada de "Kingdom" chegará em 2020 pela plataforma de streaming mundial. A empresa utilizou sua conta oficial na Coreia do Sul para confirmar a informação.

História

"Kingdom" conta a história de um jovem príncipe, na era da Dinastia Joseon (1392 – 1897) do país asiático, que parte em uma missão suicida para entender sobre a praga que está devastando a Coreia após rumores sobre a doença do rei. No caminho, descobre que está ocorrendo uma infestação de zumbis.

Publicidade

Mesclando ação e aventura, a primeira temporada é composta por seis episódios. Kim Seong-hun dirigiu o projeto, enquanto Kim En-hee escreveu. A série está disponível desde 25 de janeiro pela Netflix. A atração ainda abraça temas políticos e é adaptação da história em quadrinhos lançada na internet The Kingdom of The Gods ("O reino dos deuses", em tradução livre).

Bae Doona (Sense8) compõe o elenco liderado por Ju Ji-hoon. Ryu Seung-ryong e Kim Sung-gyu também fazem parte do projeto.

A produção da segunda temporada começou no início de fevereiro.

Netflix na Coreia do Sul

"Kingdom" é a segunda produção original da Coreia do Sul pela Netflix. Apesar de estar em produção antes da série feudal, "Love Alarm" chegará ainda em 2019 pela plataforma de streaming.

A série falará sobre uma jovem desenvolvedora que lançará um aplicativo que contará ao usuário se alguém, em até 10 metros, possui sentimentos românticos por essa pessoa. Essa nova tecnologia irá perturbar a sociedade. Kim So-hyun protagonizará o drama baseada em um webtoon (espécie de quadrinhos publicados online) de mesmo nome criado por Chon Kye-young.

Publicidade

Os K-drama (as novelas do país asiático que exportou o k-pop para o mundo) já fazem parte do catálogo mundial da Netflix. O show de variedades "Homens Com Missão" e o drama "Memórias de Alhambra", por exemplo, lança um episódio por semana, algo parecido com séries americanas como "Black Lightning", "Dynasty" e "The Good Place".

A Coreia do Sul faz parte do projeto de expansão da Netflix em conteúdos originais. Junto com o Brasil (com mais de 13 séries em produção), México (50 projetos em desenvolvimento), Índia, Espanha e Itália, a plataforma de streaming traz novidades em contar histórias e culturas diferentes.

No ano de 2018, "La Casa de Papel" foi a série de língua não-inglesa mais assistida no mundo, segundo o levantamento anual da empresa.