A atriz Bruna Linzmeyer costuma sempre ser motivo de polêmicas e neste Carnaval não está sendo nem um pouco diferente. Em seu perfil no Instagram, a atriz da Globo protagonizou uma campanha em parceria com uma grande marca e fez um pequeno protesto contra o assédio nos dias de folia.

Em uma foto postada no seu Instagram, a atriz se mostrou engajada em sua luta pela liberdade de expressão dos corpos femininos onde apareceu com suas pernas abertas, vestida de um maiô cavado, sendo possível visualizar os pelos na sua virilha e ela também estava segurando um cartaz com as suas palavras do protesto.

Publicidade
Publicidade

Não foi a primeira vez que o fato da atriz não ter vergonha de seus pelos deu o que falar. Em maio de 2018, quando ela posou para o fotógrafo Gleeson Paulino, Bruna também virou assunto na web pois em suas fotos ela estava usando biquíni. Naquele ocasião, o centro das atenções foram suas axilas e os pelos de sua virilha que apareceram nas fotos.

Em julho de 2018, Bruna causou mais uma polêmica na web quando postou uma foto de um presente que tinha ganho de uma amiga.

Publicidade

Ela estava de biquíni, em uma praia do Rio de Janeiro, segurando um pano de prato onde estava estampado a palavra que fazia referência ao órgão íntimo feminino. A legenda da publicação deu ainda mais o que falar, quando ela usou a frase “bela, recatada e do lar”.

Em setembro de 2017, Bruna usou o seu Instagram para poder compartilhar uma foto sua quando acordou. Na foto ela aparece deitada na cama.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Ela publicou a foto com a seguinte legenda: "acordei meio lésbica, será que dá pra ir trabalhar? Fernanda Gentil e Caroline Duarte me indicam alguma pílula ou máscara verde?". Fazendo menção a duas figuras importantes da Globo que são lésbicas assumidas.

Definindo-se como uma “mulher lésbica”, ela namora há pouco mais de dois anos com Priscila Visman e falou abertamente para a revista Marie Claire, em março de 2018, sobre as consequências que surgiram após expor sua orientação sexual.

Na entrevista Bruna revelou que perdeu trabalhos publicitários, porém não se importa com isso. A atriz diz que ela fez sua escolha sabendo do que poderia acontecer e vê isso como um ato político. Ela ainda conta que se o que ela faz é importante na luta pela população LGBT e contra a homofobia, ela aceita "estar na caixinha".

Na época ela também fez uma crítica a seu privilégio comparado às demais pessoas: “sou branca de olhos azuis, conhecida, e posso escolher o que fazer como atriz, num país onde a maioria não pode simplesmente trabalhar”.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo