Recentemente estreou nos cinemas o filme "Nós", dirigido por Jordan Peele, que vem recebendo aclamação da crítica. O nome de Peele, porém, está sob os holofotes desde a temporada de premiações de 2018, ocasião na qual o diretor concorreu a diversos prêmios com o suspense psicológico "Corra!", fato considerado surpreendente, uma vez que filmes do gênero não costumam chegar às principais categorias do Oscar, que ainda é bastante conservador em suas indicações.

"Corra!" acabou por chamar a atenção pela maneira como discutia as questões raciais. E, recentemente, "Nós" vem se fazendo notar pelo mesmo motivo, embora o filme, segundo Jordan, não seja exatamente uma crítica social.

Peele diz sentir necessidade de escalar protagonistas negros

Para além dos méritos técnicos e qualitativos de "Nós", Jordan Peele acabou por chamar a atenção da imprensa devido a uma fala específica, feita durante uma entrevista no Upright Citzens Brigade Theater, situado em Nova York, nos Estados Unidos.

A polêmica em questão está ligada à maneira como o diretor opta por lidar com a questão racial em suas obras.

Peele apontou que julga necessário colocar pessoas negras em seus longa-metragens. Segundo o diretor, ele se sente privilegiado de poder dizer à Universal Studios, produtora do seu último filme, que deseja fazer um filme de terror, de orçamento milionário, cujo protagonismo pertence a uma família negra e ainda ouvir um “sim” como resposta.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Cinema

Na sequência o diretor entrou no campo considerado polêmico pela imprensa mundial e pelas pessoas que tiveram acesso à sua entrevista. Ele destacou que não consegue se ver escalando um protagonista branco. Na sequência, ele aproveitou para ironizar dizendo que isso não está relacionado com não gostar de pessoas brancas, mas antes com o fato de que essa proposta não é inovadora e de que ele já teria visto filmes desse tipo em momentos anteriores.

A fala do diretor foi aplaudida no Upright Citzens Brigade Theater.

"Não me vejo escalando um cara branco como protagonista no meu filme. Não que eu não goste de caras brancos, mas eu já vi esse filme", disse.

Porém, após ganhar a internet, as declarações de Jordan Peele tiveram uma faceta polêmica, uma vez que foram distorcidas pelas pessoas e criticadas. Alguns apontam até que se trata de uma prática de racismo reverso, por mais infame que soe.

Mostra-se evidente, porém, que o diretor desejava apenas discutir questões ligadas à representatividade na indústria cinematográfica, uma vez que o número de produções estreladas por atores negros ainda é sensivelmente menor do que o número de produções que trazem atores brancos em seus papéis principais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo