A cantora Luísa Sonza, que está em um momento de constante evolução em sua carreira desde que começou a deslanchar, tem usado sempre a sua influência para discutir assuntos importantes, como o feminismo, e reconhece seus privilégios.

Em entrevista ao site Universa, a cantora deu início a uma discussão importante a respeito do racismo na indústria da música e reconhece seus privilégios como mulher branca.

Publicidade
Publicidade

Ela dá enfoque no fato de que é necessário reconhecer isso, que não exclui de ter tido dificuldades na vida ou não, mas sem tirar o lugar de fala das pessoas e conclui dizendo que isso é como pessoa branca seria o mínimo a ser feito. “Só por nascer branco, a gente é privilegiado. Eu sempre quis falar para as outras pessoas que não entendem isso", defendeu Luísa.

Ela ainda fala sobre seu empoderamento e pontua que foi passado para ela através de sua mãe e avó, que sempre reforçaram muito a respeito de sua força, e agradece por isso ter acontecido em sua vida desde tão nova.

Publicidade

Segundo ela, isso faz com que seja muito positivo, principalmente se tratando de uma pessoa com carreira pública. A cantora ainda salienta que sua mãe e sua avó a ajudaram muito cedo a percorrer esse caminho de força e consciência de si mesma, o que é muito importante em momentos determinantes de sua vida, e a ajuda a lidar com as críticas recebidas a todo momento.

Luisa, que sempre tratou de assuntos como feminismo e se posicionou em várias questões que afetam os direitos humanos, sempre lidou com comentários machistas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Ela afirma sempre que é necessário falar sobre o feminismo, que se trata de uma questão de extrema importância para que os homens, principalmente, respeitem o espaço da mulher.

A cantora, que em outro momento teria falado sobre mulheres que reproduzem machismo e apoiam, abordou duras críticas sobre, mas alertou que mulheres que apoiam o machismo são vítimas de uma sociedade machista, que as colocam nessa posição, e se dispõe a ficar do lado delas para que elas entendam a sua importância.

Luisa Sonza se recusou a permanecer no mesmo avião que o atual presidente Jair Bolsonaro (PSL)

Em outro momento polêmico, a cantora teria se recusado a permanecer no mesmo avião que o atual presidente Bolsonaro, que na ocasião ainda era apenas candidato. Ela teria pedido para descer do avião quando soube da presença de Jair Bolsonaro na mesma aeronave que ela estaria. O ato foi em repúdio ao atual presidente do Brasil.

Publicidade

O voo que Luisa Sonza teria desistido de embarcar também foi alvo de inúmeros protestos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo