O empresário Alexandre Negrão, marido da atriz Marina Ruy Barbosa, 23 anos de idade, não usa muito as suas redes sociais com frequência, porém nessa quinta-feira (7), ele usou os Stories de seu Instagram para mostrar sua esposa em um momento intimo dos dois.

No pequeno vídeo postado no Stories, a ruiva foi pega desprevenida pelo maridão, comendo uma fruta depois de ter treinado, em que mostrava toda a sua beleza natural sem maquiagem, e um look bem despojado, com os cabelos presos. O empresário fez questão de mostrar que mesmo sem maquiagem sua esposa é sempre linda.

Publicidade

Marina tem nome envolvido em grande polêmica com o ator José Loreto

Após a atriz ter seu nome envolvido em uma polemica da suposta traição do ator José Loreto, 34 anos de idade, com a sua ex-esposa Débora Nascimento, 33 anos de idade, o casal optou por passar o carnaval de 2019 longe de toda a folia carioca. Mesmo Mariana negando ter participado da traição, ela acabou tendo uma crise nervosa enquanto gravava uma cena na novela O Sétimo Guardião, que vai ao ar pela rede Globo de televisão, então o casal decidiu que era melhor poder aproveitar os dias de descanso longe de toda a bagunça do carnaval, e saíram em uma viagem romântica para aproveitarem os dias de descanso.

Depois de Marina ter sido criticada como pivô do fim do relacionamento de José e Débora, a atriz teve o apoio de sua sogra e de outras atrizes, como Letícia Spiller, mas a ruiva vem evitando tocar no assunto. Durante a comemoração do Dia Internacional da Mulher, no dia 8 de março, ela decidiu postar um texto em seu perfil do Instagram, em que abordou a luta, todo o empoderamento feminino e também a empatia que devia ocorrer entre as mulheres.

No texto, a atriz pede para que as mulheres desaprendam tudo o que a sociedade vem ensinando sobre elas ao longo dos anos, e que as mulheres também acabem com a rivalidade que foi imposta entre elas.

Publicidade

A atriz também pediu para que comecem a mudar em si o que quer ver na outra.

Ele também ressaltou que quando uma mulher acaba agredindo a outra, de forma verbal, ela automaticamente se atinge pela própria agressão, e que antes de fazer qualquer acusação contra uma mulher, se deve pensar no mal irreversível que você causará para a pessoa. No fim do texto, a ruiva faz um pedido para que as mulheres parem de culpar a si mesma e começassem a acreditar na irmandade feminina, mesmo estando dentro de uma sociedade que vem estimulando cada dia mais a competição feminina.