Na noite desta terça-feira (26), reuniram-se para o lançamento da mais nova atração da Rede Globo, a minissérie “Se Eu Fechar Os Olhos Agora”, todo o elenco dessa produção, desde atores, equipe técnica e criadores, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), na região central do Rio de Janeiro.

Carlos Manga, responsável pela direção da minissérie, dá detalhes sobre a ambientação, que se passa na década de 1960. Segundo o diretor, a trama se trata de um suspense envolvente aborda diversas questões sociais: "A hipocrisia que veremos na tela, a questão da igualdade, do machismo, do racismo declarado e aquele disfarçado existiam naquela época e estão presentes hoje em dia", relata ao Gshow.

Publicidade

Ricardo Linhares, um dos autores da história, conta que escreveu a trama de dois garotos, um negro e um branco, unidos com o intuito de desvendar um crime, numa jornada regada com muita emoção.

A história da minissérie é uma adaptação do livro de mesmo nome de autoria de Edney Silvestre. O jornalista conta que a narração do ator Antônio Fagundes, que dá vida ao audiobook de Silvestre, abriu as portas para a adaptação que vemos hoje. Fagundes interpreta Ubiratan na minissérie.

O ator Murilo Benício interpreta Adriano, prefeito da cidade de São Miguel, localizada no interior mineiro.

Ele fará par romântico com a atriz Débora Falabella, que dá vida a Isabel. Os dois são os pais de Cecília e de Vera Lúcia, interpretadas pelas atrizes Marcela Fetter e Júlia Svacinna.

O amargurado Ubiratan é vivido pelo veterano Antônio Fagundes. O personagem vive no asilo da cidade mineira e é dono de um passado misterioso e pontuado por tragédias.

João D'Aleluia vive Paulo, um dos investigadores que protagonizam a história e contracena com Fagundes. Eduardo (Dudu), é o outro investigador, vivido por Xande Valois.

Publicidade

A misteriosa e cativante Adalgisa vem à tela pelo trabalho da já consagrada Mariana Ximenes. Thainá Duarte interpreta Anita, cuja morte será o fio condutor de toda a trama, que aborda temas como racismo, liberdade sexual e feminismo. Renato, personagem que se envolve com Cecília, filha do prefeito de São Miguel, é interpretado pelo ator Enzo Romani.

Por fim, completam o elenco nomes de peso como Betty Faria, Eike Duarte, Gabriel Braga, Jonas Bloch, Gabriel Falcão, Marjorie Gerardi, Milton Gonçalves, Paulo Rocha e Vitor Thiré.

Estreia no próximo dia 15

Na nova minissérie da Globo nos deparamos com a cidade fictícia de São Miguel, no ano de 1960. A sociedade retratada na trama esconde-se atrás de máscaras que ocultam suas intenções. A atração estreia no próximo dia 15. Para os assinantes do serviço GloboPlay, a minissérie chega uma semana antes.