O humorista Pedro Manso foi detido no Rio de Janeiro por posse ilegal de arma, nesta quinta-feira (28), após um mandado de busca e apreensão em operação da Polícia carioca. O humorista do SBT foi levado para 106ª DP, distrito de Itaipava, região Serrana do Rio.

De acordo com Alexandre Ziehe de Petrópolis, delegado responsável pelo Departamento Geral de Polícia do Interior (DGPI), o mandado de busca e apreensão foi cumprido após Pedro ter sido flagrado com uma arma de uso restrito em uma fazenda em Paty do Alferes, no Estado do Rio de Janeiro.

Publicidade

Durante uma operação carioca, os policiais solicitaram depoimentos dos moradores da região, incluindo do artista, para saber se haviam visto alguns dos suspeitos nas proximidades.

Pedro Manso é conhecido por participar de programas do SBT, como 'Programa do Ratinho' e 'Domingo Legal'. Segundo a assessoria de imprensa, o comediante tem uma propriedade voltada para pesca no bairro Granja Califórnia.

Diego Tadeu, o advogado do artista, reforçou que ele não tem ligação com os investigados na operação.

Gio Paollo, empresário do comediante, alegou que a arma encontrada em sua propriedade era na verdade do caseiro de Pedro Manso, e que ele desconhecia o fato.

Em seu perfil oficial no Instagram, o artista agradeceu o apoio dos fãs e rebateu também que não foi preso, apenas prestou depoimento na delegacia. Contudo, informações do Portal G1 apontam que o humorista vai responder em liberdade mediante o pagamento da fiança determinada pela Justiça. O valor da fiança não foi revelado.

Operação Punisher

A ação policial ocorreu em Petrópolis, região Serrana do Rio de Janeiro, e teve como principal alvo as regiões de Vassouras, Paty do Alferes e Valença, no sul Fluminense.

Publicidade

Os agentes militares contaram com o apoio de diversas delegacias do interior do Estado e também um helicóptero para facilitar a busca dos suspeitos.

A delegada Juliana Zieher afirmou que a operação denominada Punisher tinha como propósito deter os suspeitos envolvidos em três homicídios no município de Petrópolis em dezembro do ano passado.

No primeiro dia da operação policial que ocorreu no Rio de Janeiro, foram cumpridos ao menos trinta mandados de busca e apreensão e dez suspeitos foram presos.

Dentre os presos, além do humorista do SBT, havia também empresários da região, um policial militar na ativa e um policial civil aposentado.

Ao fim do primeiro dia da Operação Punisher foram apreendidas treze armas de fogo entre revólveres, pistolas, escopetas e carabinas, além de munição de diversos calibres, armas brancas, toucas ninjas e celulares.

Durante a ação foram flagrados ainda dois indivíduos do sexo masculino trabalhando em condições de escravidão em uma carvoaria da região. O crime não tem ligação com as investigações em questão, no entanto, o caso foi já encaminhado para a Polícia Federal.

Publicidade